Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé Fale conosco
Portal da Olimpiada de Lingua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Linkes rede sociais.        

Pergunte a Olímpia

Inicio do conteudo

Pergunte à Olímpia: Navegue pelas perguntas abaixo utilizando as setas e tecle enter para acessar a pergunta.

Autor Profª Aline Grazielli De Lucci
Pergunta:

 

Oi, Olímpia, preciso de sua ajuda!

Trabalho com alunos do 6º e 7º anos, os gêneros Poema e Memórias Literárias, respectivamente, na cidade de Bauru / SP. Estou com dificuldade na reescrita dos textos; caminho com as oficinas, mas ainda não cheguei a nenhum momento que fala sobre o assunto. Minha dúvida é saber em que momento e como trabalhar a reescrita com eles.

Obrigada!

Aline Grazielli De Lucci – Bauru, SP

 

 

 


Cara professora Aline,

Sua pergunta chegou em um momento especial! Isso porque o Portal da Olimpíada está apostando na possibilidade de conversar com professores de todo o Brasil, por meio de um fórum virtual, a respeito exatamente da reescrita de textos, elegendo o bilhete orientador como uma prática pedagógica capaz de auxiliar estudantes a voltar aos seus escritos e compor novas versões, mais ajustadas ao gênero.

Como sabemos, a reescrita faz parte do processo de elaboração de textos, sendo a etapa de aprimoramento indispensável a qualquer escritor, mais ou menos experiente, não é mesmo?

Pensando nisso, nas oficinas propostas nos Cadernos Virtuais da Olimpíada, a reescrita deve ocorrer após a produção individual de um texto e a análise do professor. Assim, sugere-se que você realize todas as etapas do trabalho com o gênero em destaque, a fim de promover a produção de uma escrita coletiva e, na sequência, um texto individual, sendo esse último um retrato de tudo que foi aprendido ao longo das oficinas e foco de sua leitura e análise.

Então, vamos ver se ficou bem claro: caminhe com a turma, propondo as atividades previstas nos Cadernos, chegando ao momento da escrita individual, quando você deverá dialogar com cada aluno sobre o que já foi aprendido e o que ainda precisa ser aprimorado.

Para fazer isso, há vários caminhos, como o bilhete orientador, a grade de avaliação ou mesmo a discussão coletiva de um texto produzido por algum aluno da turma.

Para finalizar, deixo um convite e duas dicas de leitura: primeiro, o convite para você (e todos os demais professores) participar do fórum virtual sobre o Bilhete Orientador, que teve início no dia 08/7, aqui no Portal da Olimpíada. Agora, as dicas de leitura, que envolvem dois textos já publicados na Revista Na Ponta do Lápis: “Sequência Didática: por que trilhar o caminho proposto”, escrito pela coordenadora geral da Olimpíada, Sônia Madi, e “De olho na prática: Conversa vai, escrita vem”, das autoras Luciene Simões e Bruna Farias.

 

Obrigada pelo envio de sua pergunta e muito sucesso!

Um abraço e até já,

Olímpia

Comentários

Ver mais comentários

Adicionar comentário

Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.

Clique aqui para se identificar

Título

fim do conteudo
inicio do rodapé
Parceiros
Fundação Roberto Marinho
 
Futura
 
Undime, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação
 
Conséd, Conselho Nacional de Secretários de Educação
Coordenação técnica
Cenpec, Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária
Iniciativa
Itaú
 
Ministério da Educação
Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310
Fim do rodapé