Home
Programa

Quem somos

O Programa Escrevendo o Futuro é uma iniciativa da Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Cenpec - Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária, que contribui para a melhoria do ensino da leitura e escrita nas escolas públicas de todo o país.

Realiza diversas modalidades de formação presencial e a distância para educadores, além de um concurso de textos que premia as melhores produções dos alunos do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, a Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, desenvolvida em parceria com o Ministério da Educação.

Também são parceiros do programa na execução das ações o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e o Canal Futura.

As ações do Programa estão reunidas aqui no Portal Escrevendo o Futuro, um ambiente de formação a distância para educadores, que promove interação entre os usuários, disponibiliza materiais, metodologias, notícias e divulga as ações do Programa. Educadores de todo o país envolvidos no ensino da Língua Portuguesa encontram aqui subsídios para aprimorar o conhecimento, inovar suas estratégias de ensino, inspirar-se com outras experiências e compartilhar sucessos e desafios vivenciados na prática.

Explore o Portal, conheça as ações e participe desta rede!

Histórico do programa

Criado em 2002 pela Fundação Itaú Social e o Cenpec - Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária, com o objetivo de contribuir para a melhoria da leitura e escrita de estudantes de escolas públicas brasileiras, o Programa Escrevendo o Futuro transformou-se em política pública em 2008, por meio da parceria com o Ministério da Educação e a realização da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro.

Navegue pela linha do tempo abaixo e conheça os principais destaques de cada ano.

Anterior
O programa seguiu sua realização em duas vertentes: o concurso, nos anos pares, e as ações de formação presenciais e a distância, nos anos ímpares. Em 2004, o gênero Reportagem foi substituído por Memórias Literárias.
A criação da Revista Na Ponta do Lápis, distribuída a todos os professores participantes, e da Comunidade Virtual Escrevendo o Futuro, ambiente virtual do Programa, marcaram o ano de 2005.
Em mais um ano de concurso, o Kit Itaú de Criação de Textos passou por uma revisão e o Programa passou a premiar também os professores na categoria Relato de Prática.
Até 2007, podiam participar do Programa Escrevendo o Futuro escolas, professores e alunos das 4ª e 5ª séries do Ensino Fundamental, escolhendo um dos gêneros: Poesia, Memórias Literárias ou Artigo de Opinião.
No ano de 2008, foi firmada parceria com o Ministério da Educação, ampliando a abrangência das ações e a quantidade de anos escolares atendidos: além do 5º e do 6º anos, foram incluídos os 8º e 9º anos do Ensino Fundamental e os 2º e 3º anos do Ensino Médio. O programa foi incluído como uma ação do Plano de Desenvolvimento da Educação e o concurso passou a ser denominado Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, aumentando a abrangência do Programa.
Em 2009, os encontros de formação presencial foram pautados pela Maleta do Formador, com materiais destinados a reuniões pedagógicas. Também foi produzido o Jogo Q.P. Brasil, para contribuir com a melhoria da capacidade argumentativa dos alunos de Ensino Médio.
Em 2010, 2ª edição da Olimpíada, foram enviadas a todas as escolas públicas - que atendem um ou mais anos escolares entre o 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio - a "Coleção da Olimpíada", material com Cadernos do Professor nos gêneros: Poema, Crônica, Memórias Literárias e Artigo de Opinião. O material apresentou uma sequência didática, organizada em oficinas e planejada para estimular a vivência de uma metodologia de ensino de língua que trabalha com gêneros textuais.
2011 foi o ano de três grandes ações de formação: o Seminário "A escrita sob foco: uma reflexão em várias vozes", que reuniu professores, técnicos de secretarias e especialistas de universidades públicas; lançamento do curso a distância "Sequência Didática: aprendendo por meio de resenhas", oferecido para professores e técnicos de todo o Brasil, e realização do curso "Caminhos para o ensino da escrita", com encontros presenciais realizados nas 27 UFs.
No ano de 2012, a 3ª edição da Olimpíada lançou o Caderno Virtual Pontos de Vista, com a sequência didática do gênero Artigo de Opinião adaptada para o meio digital, áudios, vídeos e jogos. Além disso, abriu novas turmas no curso a distância "Sequência Didática: aprendendo por meio de resenhas". A Comunidade Virtual passou a se chamar Portal Escrevendo o Futuro, e ganhou novas seções interativas. A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro envolveu todos os Estados e mais de 91% dos municípios brasileiros, contando com a participação de mais de 100 mil professores em todo o país.
Em 2013, a Olimpíada ofereceu mais turmas do curso a distância "Sequência Didática: aprendendo por meio de resenhas" e apoiou encontros de formação presencial realizados pelas Secretarias de Educação municipais e estaduais. Além disso, também organizou o "Seminário Nacional Olimpíada em Rede", que reuniu educadores e especialistas envolvidos com políticas públicas para o ensino da língua portuguesa, e que atuam nas ações de formação presencial e a distância.
No ano de 2014, a 4ª edição do Programa lançou os Cadernos Virtuais, adaptação da Coleção da Olimpíada ao suporte digital, com diversos recursos multimídia (áudios, textos para projeção, vídeos e jogos). Nos cursos a distância ampliou as turmas do curso "Sequência Didática: aprendendo por meio de resenhas" e lançou um novo curso, "Caminhos da Escrita". A Olimpíada manteve a abrangência em todos os Estados brasileiros: participação de 91% dos municípios e mais de 170 mil inscrições.
Em 2015, além de aumentar as turmas dos cursos a distância "Sequência didática: aprendendo por meio de resenhas" e "Caminhos da Escrita", o Programa passou a oferecer um novo curso, "Leitura vai, escrita vem: práticas em sala de aula". Realizou o "Seminário Internacional Escrevendo o Futuro" com o tema "Práticas de escrita: da cultura local à sala de aula" e apoiou as formações presenciais realizadas pelas secretarias de educação municipais e estaduais.
Neste ano, a 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro está em andamento com o tema "O lugar onde vivo". O Programa criou os Percursos Formativos, um diagrama interativo que oferece autonomia para o educador escolher seu caminho de formação. Novas turmas dos cursos a distância "Sequência didática: aprendendo por meio de resenhas", "Caminhos da Escrita" e "Leitura vai, escrita vem: práticas em sala de aula" também são oferecidas ao longo do ano, além de diversos recursos didáticos interativos disponíveis no Portal.

Acompanhe as ações do Programa e participe!

Próximo

Histórias do Escrevendo o Futuro

Em mais de catorze anos do Programa Escrevendo o Futuro, muitas são as histórias vividas pelos participantes, estudantes, professores e comunidades. Experiências em sala de aula ou fora dela, provocadas por um texto, uma aula, um encontro, um passeio ou pesquisa, um causo narrado, pela opinião construída ou até mesmo pela viagem para participar de uma oficina regional da Olimpíada.

Conheca histórias e situações únicas que marcaram a vida de gente dos quatro cantos do Brasil.

Parceiros
Futura
 
Undime
 
Consed
Coordenação técnica
Cenpec
Iniciativa
Itau
 
Ministerio da Educação
 
Brasil
Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310