Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé Fale conosco
Portal da Olimpiada de Lingua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Linkes rede sociais.        

Para ler em casa: em vídeos curtos, jovens recomendam seus livros favoritos

Inicio do conteudo
Assunto: null
Autora: Marina Almeida
16 Junho 2020

Conceição Evaristo, Gabriel García Márquez, Chimamanda Adichie. Esses foram alguns dos nomes citados pelos alunos na campanha de dicas de leitura do Programa Escrevendo o Futuro. Em pequenos vídeos, de até 1 minuto, estudantes de todo o Brasil contaram sobre os livros que os fizeram refletir, se emocionar e se divertir neste momento de isolamento em casa. 

Com muita desenvoltura, as crianças e jovens indicaram autores consagrados da literatura brasileira e mundial, sucessos de crítica e de público, mostrando a diversidade de interesses desses jovens. Também chama a atenção a atualidade e a relevância dos temas abordados nos livros indicados: racismo, diferenças culturais, feminismo, bullying... 

Todos os vídeos podem ser vistos nas redes sociais do Programa. Incentive seus alunos a lerem e postarem sobre seus livros favoritos também, sem esquecer de marcar a nossa hashtag: #DicaDeLeituraOLP. Confira os vídeos e as recomendações em nosso Facebook ou em nosso Instagram.

 

Leitores críticos

Noemy Keyla, de Junqueiro (AL), falou sobre o livro O ódio que você semeia, de Angie Thomas, que narra a história de um jovem de 16 anos morto pela polícia. “Vemos a questão do racismo. Será que ele foi assassinado porque era uma ameaça ou porque era negro? Será que a justiça é cega?”, diz a estudante.

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Olimpíada de Língua Portuguesa (@olimpiadalp) em

 

Os contos de Olhos d’água, de Conceição Evaristo, foram a escolha de Beatriz Souza, de Marinopólis (SP): “falam sobre a representatividade negra, a força da mulher e a pobreza”, ressalta.

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Olimpíada de Língua Portuguesa (@olimpiadalp) em

 

Já Fabrícia Reis, de Irará (BA), falou sobre o Sejamos todos feministas, de Chimamanda Adichie. “O livro deixa claro que para uma sociedade mais madura é preciso que sejamos todos feministas. Também retrata um pouco dos estereótipos masculinos, que devem, sim, ser desconstruídos”.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Olimpíada de Língua Portuguesa (@olimpiadalp) em

 

João Victor, de Vianopólis (GO) apresentou a coleção Diário de um Banana, de Jeff Kinney. A obra retrata as aventuras de um garoto na escola, com seus amigos, irmãos e os desafios da adolescência. “Recomendo principalmente para pessoas da minha idade – tenho 12 anos”, diz o aluno. E finaliza com uma recomendação para todos: “quero ressaltar para vocês ficarem em casa”.

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Olimpíada de Língua Portuguesa (@olimpiadalp) em


Conteúdo relacionado

Mais conteúdos sobre o Assunto

Comentários

Ver mais comentários

Adicionar comentário

Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.

Clique aqui para se identificar

Título

Fim do conteudo.
inicio do rodapé
Parceiros
Fundação Roberto Marinho
 
Futura
 
Undime, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação
 
Conséd, Conselho Nacional de Secretários de Educação
Coordenação técnica
Cenpec, Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária
Iniciativa
Itaú
 
Ministério da Educação
Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310
Fim do rodapé