DEZ INDICAÇÕES PARA AS FÉRIAS

As merecidas férias chegaram! Período importante para descansar depois de um ano de muito trabalho.  Então que tal aproveitar para ler um bom livro? Ou quem sabe assistir a bons documentários e conhecer mais sobre esse novo gênero que trabalharemos no próximo ano?

Nós, aqui do Portal Escrevendo o Futuro, preparamos uma lista com indicações de livros, documentários e curta-metragens que chamaram atenção em 2018.

Se você tem alguma sugestão, compartilhe conosco aqui nos comentários. Boas festas e ótimas férias a todos!

19 dezembro 2018

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

 

Elza

Autor: Zeca Camargo

Editora: LeYa

A obra traz a história de Elza Soares, contada por ela mesma e elaborada por Zeca Camargo ao longo de dezenas de encontros entre os dois. Segundo o autor, o livro é fruto de mais de 53 horas de conversas deliciosas e momentos agradáveis com a fantástica artista.

A cantora, hoje com 81 anos, conta sua história, desde o seu casamento aos 13 anos, passando pela pobreza extrema que viveu antes da fama, o sucesso avassalador, o casamento com Mané Garrincha, até a atualidade em que tem sido aclamada com a produção do novo disco que marcou a música brasileira A Mulher do Fim do Mundo.  Vale a pena passear pelas lembranças de uma das maiores cantoras de todos os tempos.

 

Angola Janga - Uma história de Palmares

Autor: Marcelo D’Salete

Editora: Veneta

Esta obra convida o leitor a conhecer uma versão diferente da história embranquecida e amenizada da  escravidão no Brasil. O autor Marcelo D'Salete se ocupou de fazer uma longa pesquisa historiográfica para reconstruir de forma crítica parte do que foi o Quilombo dos Palmares, e o resultado dessa pesquisa é Angola Janga, um livro em formato HQ com ilustrações feitas pelo próprio autor.

Nele é retratada a resistência dos homens e mulheres que viviam em Palmares para fugir do regime escravocrata e narra os eventos que levaram os bandeirantes a invadir o mocambo de Macaco, de forma extremamente violenta.

O livro busca também resgatar traços culturais que compunham a comunidade de Palmares, como a vestimenta, comidas, rituais, crenças afro-indígenas e até a organização política e militar desses grupos, partes da memória dos quilombos que foram ignoradas pelos livros de história comuns.

Para conhecer mais sobre o escritor, acesse a entrevista cedida ao Portal. Clique aqui.

 

à cidade

Autor: Mailson Furtado

Editora:  Expressão Gráfica e Editora

O livro vencedor do prêmio Jabuti de melhor livro do ano e também na categoria poesia foi escrito por Mailson Furtado Viana, um escritor independente, ator e dentista morador da pequena cidade de Varjota, no interior do Ceará, lugar que foi o palco e material de inspiração para a escrita de à cidade.  

A obra é composta por um poema de fôlego, que ocupa as sessenta páginas do livro. Retrata o sertão cearense, um espaço alegre e vivo onde, segundo as palavras do autor, a felicidade é vista nas pessoas, nas ruas, nos rios e nas águas.

 

Não está mais aqui quem falou

Autora: Noemi Jaffe

Editora: Companhia das Letras

O livro indicado ao prêmio Jabuti na categoria crônica não se encaixa perfeitamente dentro desse único gênero, tendo em vista que no livro há crônicas, contos, poesias e também textos inclassificáveis.  A própria escritora afirma não se apegar a distinções de gêneros e traz nessa diversidade de textos reflexões do cotidiano sobre linguagem, literatura, ficção e realidade.

A autora consegue tirar o leitor da zona de conforto, trazendo questões como as 'lembranças do futuro', 'o dever do cavalo é botar ovo' e a potência e as particularidades das palavras. Uma espécie de investigação de um universo linguístico e humano de forma peculiar e subversiva. Um livro de tirar o fôlego.

 

Jorge Amado: uma biografia

Autora: Joselia Aguiar

Editora: Todavia

Esta é a obra biográfica de um dos autores mais populares de todos os tempos, conhecido no mundo inteiro por livros como  Capitães de areia, Tieta do Agreste e Gabriela, Cravo e Canela... Histórias que em sua maioria foram readaptadas para os cinemas e TVs de todos os continentes, fazendo com que o autor fosse conhecido não apenas no mundo literário, mas também no cinematográfico.

Jorge Amado ganha biografia que narra sua trajetória como homem, escritor e político, escrita por Joselia Aguiar com total atenção aos detalhes, elegância e precisão, ocupando o lugar de obra mais completa sobre a vida do autor, pois conta com documentos de família, cartas de parentes, amigos e de outros escritores. Um livro que retraça a história de uma grande figura brasileira e merece a devida atenção.

 

DOCUMENTÁRIOS E CURTA-METRAGENS

Menino do Cinco (2012)

Direção: Marcelo Matos de Oliveira e Wallace Nogueira

A delicada obra faz uma crítica social sobre a solidão e a sociedade excludente. O “Menino do cinco” é Ricardo, uma criança branca de classe média que vive isolada em um apartamento cheio de brinquedos e encontra o cachorro perdido de um menino negro e pobre no playground do prédio onde vive com seu pai.

Ex-pajé (2018)

Direção: Luiz Bolognesi

O documentário fala sobre um pajé que passa a ter sua religião demonizada após o contato com o homem branco, e perde sua credibilidade na aldeia. A missão evangelizadora do pastor é questionada quando a morte passa a rondar a aldeia e o indígena passa a ter medo dos espíritos da floresta.

Negritudes Brasileiras (2018)

Direção: Nataly Neri

O documentário visa ampliar o debate sobre identidade racial no Brasil e apresentar nas falas das pessoas entrevistadas o conceito de negritudes brasileiras dentro da sociedade atual, levando em consideração a ascensão de novos termos como representatividade, colorismo e algumas questões sociais que permeiam esses debates.

O Duplo (2012)

Direção: Juliana Rojas

O curta metragem de suspense e terror que faturou oito diferentes prêmios conta a história de uma jovem professora que teve contato com o seu duplo, um monstro que se torna idêntico a ela e passa a segui-la. Após esse evento perturbador seu cotidiano muda e ela começa a sofrer alterações na sua personalidade.

SLAM: Voz de Levante (2018)

Direção: Tatiana Lohman e Roberta Estrela D'alva

O documentário fala sobre as competições de poesia conhecidas como SLAM, um evento literário que se expandiu rapidamente por todo o mundo. A produção do documentário se ocupa em registrar essa história viajando para os Estados Unidos, local onde nasceu essa modalidade.

Para saber mais sobre o evento e conhecer um pouco sobre Roberta Estrela D'alva, uma das precursoras no Brasil, acesse a última edição da revista Na Ponta do Lápis e leia a entrevista cedida pela artista para a equipe do Programa Clique aqui para ler.

8 thoughts on “DEZ INDICAÇÕES PARA AS FÉRIAS

  1. Adorei as indicações e vou ler e assistir alguns deles, principalmente Angola Janga e Jorge Amado.
    Gosto muito dos cursos oferecido pelo portal Escrevendo o Futuro, continue nos ajudando a melhorar nossos conhecimentos. Obrigada a toda a equipe que
    fazem o Escrevendo o Futuro.

Deixe uma resposta para Paloma Ribeiro da Silva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *