DE MÃE

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Conceição Evaristo


Maria da Conceição Evaristo de Brito é romancista, contista e poeta, de Belo Horizonte (MG), nasceu em 1946. Formada em Letras, fez mestrado em Literatura Brasileira na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Defendeu a tese de doutorado “Poemas Malungos – Cânticos Irmãos”, na Universidade Federal Fluminense (UFF). Escreve para revistas e publicações, nacionais e internacionais, cujo tema é a afrobrasilidade. Atualmente, Conceição leciona na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), como professora visitante. (Cf. Enciclopédia Itaú Cultural.)

O cuidado de minha poesia
aprendi foi de mãe,
mulher de pôr reparo nas coisas,
e de assuntar a vida.

A brandura de minha fala
na violência de meus ditos
ganhei de mãe,
mulher prenhe de dizeres,
fecundados na boca do mundo.

Foi de mãe todo o meu tesouro
veio dela todo o meu ganho
mulher sapiência, yabá,
do fogo tirava água
do pranto criava consolo.

Foi de mãe esse meio riso
dado para esconder
alegria inteira

e essa fé desconfiada,
pois, quando se anda descalço,
cada dedo olha a estrada.

Foi mãe que me descegou
para os cantos milagreiros da vida
apontando-me o fogo disfarçado
em cinzas e a agulha do
tempo movendo no palheiro.

Foi mãe que me fez sentir as flores
amassadas debaixo das pedras;
os corpos vazios rente às calçadas
e me ensinou, insisto, foi ela,
a fazer da palavra artifício
arte e ofício do meu canto,
da minha fala.

 


In: Poemas da recordação e outros movimentos.

Belo Horizonte: Nandyala, 2008, pp. 79-80.

5 thoughts on “DE MÃE

  1. lindo o poema…. Pois o dia das mães são todos os dias, não tenho uma mãe de verdade, antigamente eu queria ter uma mãe que me amasse de verdade, mas hoje eu vejo que não preciso ter uma mãe (de sangue)pra ser amada e feliz, tenho minha avó e minha tia, que SIM elas me amam de verdade.

  2. Esse poema evoca sentimentos lindos! No ano passado minha aluna declamou-o à própria Conceição. Foi muito emocionante!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *