Olimpíada de Língua Portuguesa - Escrevendo o Futuro

248.624 usuários cadastrados
Portal Olimpíadas


Como e por que trabalhar com gêneros textuais na Olimpíada

 

Autora: Heloisa Amaral

 

 



Participar da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro significa desenvolver, em sala de aula, uma seqüência de atividades com um gênero de texto. O regulamento da Olimpíada propõe que os professores inscritos trabalhem com gêneros textuais de acordo com a série em que lecionam.

  • Nas quartas e quintas séries, o gênero textual a ser trabalhado é Poesia.
  • Nas sétimas e oitavas, o gênero textula é Memórias.
  • Nas segundas e terceiras séries do Ensino Médio, professores e alunos trabalham com artigo de opinião.

Por que o professor só pode trabalhar um gênero textual nas séries definidas acima?

O professor só pode trabalhar com um gênero porque é norma do concurso que todos os alunos da sala de aula realizem todas as oficinas propostas para o gênero textual. Essas oficinas seguem uma seqüência planejada, e são encadeadas entre si. Esse método de trabalho é o que chamamos de seqüência didática. Realizar uma seqüência didática de modo cuidadoso leva tempo. Pela experiência que temos, o professor precisaria trabalhar cerca de um mês para vencer todas as atividades propostas. Como é regra do concurso que o professor realize todas as oficinas planejadas para o gênero que ele escolheu, ficaria inviável trabalhar com mais de um gênero no curto prazo de tempo que o concurso estabelece.
O que são gêneros textuais e por que é importante utilizá-los para o ensino de Língua Portuguesa?

Gênero textual é um nome que se dá às diferentes formas de linguagem que circulam socialmente, sejam mais informais ou mais formais. Uma conversa familiar é um gênero, o romance é um gênero, crônica também, um outro gênero é o conto, uma receita de bolo, uma aula, uma palestra ou um debate na televisão também são gêneros textuais. Eles são a forma como a língua se organiza nas inúmeras situações de comunicação que vivemos no dia-a-dia. Gêneros textuais são língua em uso social, seja quando a estudamos na escola, seja quando a usamos a língua no dia-a-dia para nossa comunicação, seja nos comunicamos por meio de gêneros escritos, seja quando o fazemos por meio de gêneros orais.

Os gêneros, portanto, como são língua em uso, são língua viva, são instrumentos de comunicação.Como são instrumentos de comunicação indispensáveis, todas as pessoas usam gêneros para se comunicar. O fato de todas as pessoas dominarem pelo menos alguns gêneros, dá uma base para que elas possam aprender outros e mais outros, de forma infinita. Acreditamos que quanto mais gêneros textuais, orais e escritos, as pessoas dominarem, mais acesso elas terão à cidadania.

Por que usar seqüências didáticas ao ensinar gêneros textuais?

Para ensinar os alunos a dominar um gênero de texto de forma gradual, passo a passo. Ao organizar o ensino de língua portuguesa usando a seqüência didática para trabalhar o gênero textual escolhido, o professor explora diversos exemplares desse gênero, estuda suas características próprias e leva seus alunos a praticar diferentes aspectos de sua escrita antes de propor uma produção escrita final. Realizando todas as atividades proposta no Caderno do Professor, os textos dos alunos ficarão melhores. Se o professor escolher somente uma ou duas oficinas para trabalhar o gênero, a seqüência didática não estará completa e serão deixadas de lado importantes oportunidades de aprendizagem. Outra vantagem desse tipo de trabalho é que leitura, escrita, oralidade e aspectos gramaticais são trabalhados em conjunto, o que faz mais sentido para quem aprende.
Quais as etapas das seqüências didáticas propostas para o trabalho com gêneros textuais no Prêmio?
Para organizar o trabalho com um gênero textual em sala de aula, propomos a seguinte seqüência didática:
  1. Apresentar a proposta.
  2. Avaliar o conhecimento prévio dos alunos sobre o gênero.
  3. Apresentar o gênero escolhido, fazendo circular alguns de seus exemplares pela sala.
  4. Propor que os alunos escrevam um texto inicial do gênero, mesmo que imperfeito, para saber quais os aspectos desse gênero o professor precisa trabalhar mais.
  5. Ampliar o repertório do aluno, trazendo mais textos do gênero para a sala.
  6. Organizar e sistematizar o conhecimento sobre o gênero, com estudo detalhado de seus elementos, de sua situação de produção e da forma como esse gênero circula (num jornal ou num livro, por exemplo).
  7. Fazer uma produção escrita coletiva com a classe, tendo o professor como escriba, para que todos troquem conhecimentos e passem a dominar melhor o gênero estudado.
  8. Fazer uma produção escrita individual.
  9. Fazer a revisão e a reescrita da produção individual, melhorando-a.

Apesar de dar algum trabalho, os resultados são muito bons e todos os alunos progridem, tanto na leitura como na escrita.

Bom concurso para todos!


29/04/2008

 


Olá, visitante.

Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar logado. Clique aqui para se identificar.

 

 

 

 

 

 


Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro

Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP

Central de atendimento: 0800 - 7719310

processando