Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé Fale conosco
Portal da Olimpiada de Lingua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Linkes rede sociais.        

Pergunte a Olímpia

Inicio do conteudo

logo olimpia

Olá, professor e professora!

Meu nome é Olímpia e também sou educadora. Neste espaço, quero conversar com você sobre as práticas de ensino da leitura e da escrita. A cada mês, eu enfoco um novo tema em minhas colunas.

A proposta é que essa prosa virtual aconteça a partir das suas dúvidas, que podem ser deixadas no espaço reservado para comentários de cada texto. Lembre-se de incluir seu nome, cidade e UF, bem como seu contexto de trabalho, o ano escolar da sua turma, a dificuldade apresentada e, por fim, sua dúvida. Assim, terei mais elementos para sugerir possibilidades de trabalho.

A sua questão pode ser a minha, que já se torna nossa e de tantos outros(as) internautas conectados(as). É dessa forma que a construção do conhecimento em rede se estabelece!

Confira, abaixo, as colunas já escritas e aproveite para deixar sua dúvida! Ela pode ser o tema de minha próxima coluna!

Um abraço carinhoso, muito obrigada e até já,

Olímpia

Pergunte à Olímpia: Navegue pelas perguntas abaixo utilizando as setas e tecle enter para acessar a pergunta.

Autor Profª. Olímpia
Pergunta:

Olímpia aborda a importância da avaliação formativa no processo da recomposição das aprendizagens dos(das) estudantes) e compartilha algumas iniciativas que podem inspirar os(as) professores(as).

 

Dedicados educadores e educadoras,

Neste mês de férias e de merecido descanso, entendo ser importante recuperar as discussões firmadas por aqui, no intuito de revisitar questões e fomentar futuras reflexões alinhadas ao fazer pedagógico de vocês.

Refazendo nosso percurso, iniciamos o ano embalados(as) pelos magníficos dizeres de bell hooks e Maya Angelou, presentes no texto Chegou 2022! – convite ao esperançar. Na sequência, nosso espaço de troca e boa prosa convidou vocês - por meio da publicação Hora de compartilhar as inquietações pedagógicas! - para um ajuste no olhar voltado à avaliação diagnóstica como estratégia do processo de recomposição das aprendizagens, envolvendo a possibilidade de envio de “mensagens docentes” pelo nosso mural, a fim de retratar o caminho de volta às aulas e as questões que demandavam maior destaque no trabalho com as turmas.

A escuta atenta de tais relatos levou-nos ao texto Um olhar para a priorização curricular, contemplando os Mapas de Foco da BNCC e a classificação das habilidades (com ênfase nas aprendizagens focais), no intuito de iluminar a questão do acolhimento dos saberes dos(as) estudantes, assim como das essenciais necessidades de aprendizagem.

Na continuidade de nossa reflexão, mais uma vez, os dizeres de vocês no mural promoveram a condição de não apenas discutirmos sobre a avaliação diagnóstica de forma mais detalhada, por meio do texto O diagnóstico como estratégia de recomposição das aprendizagens, mas também planejarmos e anunciarmos a realização de uma live com os professores Clecio Bunzen e Patrícia Calheta, a qual envolveu a questão da avaliação diagnóstica da produção textual de estudantes do Ensino Fundamental II.

Sob efeito de muitas questões apresentadas ao longo da live, dediquei a publicação seguinte – Inquietações docentes sobre avaliação diagnóstica e ensino – para resumir a discussão virtual e responder a algumas das dúvidas de vocês.

Todo esse percurso reflexivo teve como principal objetivo caminhar ao lado de cada docente, na tentativa de compreender dificuldades e desafios, propondo pontos de reflexão e de atenção favoráveis aos avanços na aprendizagem dos(as) estudantes.

Agora que falamos sobre o processo de recomposição das aprendizagens, especialmente das estratégias de adaptação curricular, avaliação diagnóstica, adaptação do tempo e de práticas pedagógicas, vale apostarmos na estratégia vinculada ao material didático apropriado.

O olhar para os materiais surge, assim, como efeito do trabalho com a avaliação diagnóstica e a adaptação curricular, com vistas a promover, inclusive, a condição de uma investigação de cunho processual, abrindo espaço para o investimento reflexivo na avaliação formativa.

Como sabemos, tão importante quanto investigar saberes prévios e os não saberes de cada turma (pela avaliação diagnóstica) é planejar experiências didáticas significativas para os(as) estudantes. Nesse sentido, contar com algumas inspirações, considerando a adaptação em função da realidade e das necessidades de aprendizagem locais, poderá contribuir para a efetiva construção de conhecimentos, favorecendo uma investigação processual da apropriação de conhecimentos (pela avaliação formativa).

Vale lembrar que a avaliação formativa elege como foco os processos de ensino e de aprendizagem, o que significa retratar uma aposta no olhar avaliativo ao longo de todo o processo educacional. Por meio de projetos, sequências didáticas, atividades práticas, exercícios, tarefas, observações do(a) professor(a), entre outras, são levantadas informações sobre a aprendizagem dos(as) estudantes, de modo a assegurar a condição de retomar, revisar e replanejar conteúdos no decorrer do processo, com vistas à superação de dificuldades de aprendizagem.

Desse modo, uma prática educativa atrelada ao enfoque formativo nos processos de aprendizagem tende a potencializar o desempenho dos(as) estudantes, pois há a condição de ajustar as experiências didáticas às necessidades de aprendizagem ao longo do percurso de construção do conhecimento.

Vamos juntos(as) apreciar iniciativas inspiradoras voltadas à avaliação e ao processo de aprendizagem?

Um abraço carinhoso, obrigada e até já,

Olímpia

Comentários

Ver mais comentários

Adicionar comentário

Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.

Clique aqui para se identificar

Título

fim do conteudo
inicio do rodapé
Parceiros
Fundação Roberto Marinho
 
Undime, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação
 
Conséd, Conselho Nacional de Secretários de Educação
Coordenação técnica
Cenpec, Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária
Iniciativa
Itaú
 
Ministério da Educação
Programa Escrevendo o Futuro / Olimpíada de Língua Portuguesa
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310
Fim do rodapé