Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé Fale conosco
Portal da Olimpiada de Lingua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Linkes rede sociais.        

Pergunte a Olímpia

Inicio do conteudo

Pergunte à Olímpia: Navegue pelas perguntas abaixo utilizando as setas e tecle enter para acessar a pergunta.

Autor Profª. Olímpia
Pergunta:

Olímpia selecionou as dúvidas mais frequentes sobre o trabalho pedagógico na Olimpíada que foram enviadas para o nosso portal, redes sociais e webinários. Confira!

 

Olá, queridos leitores e queridas leitoras!

No início do mês de abril, reiniciamos a prosa por aqui, com a publicação do primeiro texto de 2021 intitulado Olimpíada: 4 passos iniciais. 

Conversamos sobre a necessidade de: realizar a inscrição (no caso de professores e professoras) e a adesão (para Secretarias de Educação); acessar os Cadernos Docentes, em função do(s) gênero(s) discursivo(s) correspondente(s) à inscrição realizada; conhecer as orientações sobre o Relato de prática e, finalmente, considerar as adaptações para o ensino remoto.

Antes de continuarmos trocando ideias, gostaria de destacar a ampliação do prazo para inscrições e adesões! Até o dia 20 de maio, vocês poderão assegurar a participação na 7a edição da Olimpíada de Língua Portuguesa e trilhar conosco um caminho repleto de recursos, estratégias e formas de promover a aprendizagem dos(as) estudantes, diante de um cenário que tem exigido doses generosas de dedicação e de perseverança.

Sabemos que, em vários estados, as aulas referentes ao ano letivo de 2021 começaram em março, estão começando em abril ou terão início no mês de maio. Exatamente por isso, ampliamos o prazo de inscrição, de modo a favorecer a configuração da(s) turma(s) de trabalho de cada docente e a consequente inscrição ajustada aos anos e aos gêneros discursivos anunciados pela Olimpíada, a saber: poema (5o ano do EF), memórias literárias (6o e 7o anos do EF), crônica (8o e 9o anos do EF), documentário (1a e 2a séries do EM) e artigo de opinião (3a série do EM).

No intuito de favorecer a mais ampla e efetiva compreensão acerca das novidades dessa edição, o Programa tem apostado no contato cada vez mais próximo com vocês, quer pelo nosso diálogo por aqui, pelas redes sociais e pelos webinários (realizados nos dias 07/4, sobre inscrição e adesão, e 28/4, sobre adaptações para o ensino remoto), quer pelas Pílulas Pedagógicas (publicadas no Telegram) ou, ainda, pelos canais de atendimento às dúvidas (e-mail olimpiada@cenpec.org.br e telefone 0800-7719310).

Assim, seguindo a direção da reflexão coletiva e colaborativa, organizei conjuntos de dúvidas mais frequentes sobre o trabalho pedagógico na Olimpíada, enviadas pelas redes sociais e recebidas no nosso Portal e durante nossos webinários, no intuito de favorecer uma consulta certeira e esclarecedora.

Nos próximos textos, novos grupos de questões serão apresentados, combinado? Agora, segue o primeiro conjunto de 7 perguntas e respostas (clique em cada questão para acessar minha resposta):

1. Dou aula para várias turmas do mesmo ano, na mesma escola. Devo fazer a inscrição de todas as turmas?

A inscrição na Olimpíada não é feita por turmas, mas sim pelo ano escolar para o qual você ministra suas aulas. Assim, por exemplo, se você tem 4 turmas de 6º ano, fará apenas a inscrição no 6o ano, independente do número de turmas da mesma escola. No caso de dar aulas no 6º ano em mais de uma escola, será preciso inscrever uma escola e, na sequência, a outra, inserindo dados referentes a cada instituição e apontando o 6º ano como participante da Olimpíada. Ainda, vale lembrar que se você é professor(a) de anos diferentes, por exemplo, 6º, 8º e 9º anos do EF, deverá clicar em todos esses anos, no momento da inscrição.

2. O que é o Relato de prática?

É um texto escrito voltado a reflexões sobre o trabalho desenvolvido com cada turma, a partir das vivências de oficinas para o ensino de um determinado gênero discursivo. Aqui no Portal, há um vasto conjunto de orientações sobre o Relato de prática. Não deixem de conferir! 

3. Ao fazer o Relato, o professor não precisa mais realizar o trabalho com as oficinas dos Cadernos Docentes para a produção de textos da turma?

Ao contrário! É exatamente o trabalho com as oficinas dos Cadernos Docentes que promoverá a condição de elaboração do Relato de prática. Afinal, a Olimpíada está atrelada ao ensino de diferentes gêneros discursivos escritos (poema, memórias literárias, crônica e artigo de opinião) e multimodal (documentário), sendo destaque na composição do Relato de prática.

4. Como definir o foco do Relato de prática?

Considerando o Relato de prática um texto vinculado ao vivido, ou seja, às experiências vivenciadas no desenvolvimento das oficinas dos Cadernos Docentes, é interessante contar com a ajuda de um diário para, ao longo do trabalho com cada turma, fazer anotações sobre dificuldades, descobertas e conquistas dos(as) estudantes. Assim, ao realizar a leitura desse diário, você conseguirá definir um foco para a produção do Relato, contando com seus escritos de todo o processo. Esse foco é, portanto, definido em função do que se revelou como importante no percurso, sendo exemplos: a adaptação das oficinas para o ensino remoto; atividades que colaboraram, de forma decisiva, para a aprendizagem da turma; um obstáculo não previsto em seu planejamento e a forma de superá-lo; uma ideia que surgiu no grupo de estudantes e que surtiu um efeito muito positivo na aprendizagem, entre tantos outros.

5. Qual a relação entre Relato de prática, Linha do tempo e Álbum da turma?

Enquanto o Relato de prática é o texto reflexivo produzido pelo(a) professor(a) em função das experiências das oficinas dos Cadernos Docentes com cada turma, a Linha do tempo e o Álbum da turma são recursos complementares, elaborados pelos estudantes, para auxiliar na compreensão do percurso vivido. Em outras palavras, a Linha do tempo contribuirá para o olhar voltado à prática pedagógica pela apresentação de produções textuais finais de dois estudantes por turma somadas a versões preliminares também elaboradas no processo (que podem ser as versões inicial e intermediária dos textos selecionados, evidenciando a evolução da aprendizagem); já o Álbum da turma enfatizará uma produção dos(as) estudantes que identifique as experiências vividas (pode ser um áudio ou um vídeo-minuto com a voz dos estudantes, um meme, uma fotografia) que ajude a ilustrar um momento de destaque do trabalho voltado ao ensino do gênero discursivo em foco. Assim, ao analisar o Relato de prática, as produções da Linha do tempo e o Registro do Álbum da turma, a Comissão Julgadora terá um retrato mais completo do percurso trilhado por cada professor(a) e sua turma.

6. Não ficou clara a questão da quantidade de textos a ser enviada para a Comissão. Serão 6 produções finais de 6 estudantes por turma?

Não. Vamos pensar juntos(as) em uma sala de aula: cada professor(a) e sua turma viverão as experiências vinculadas às propostas do Caderno Docente, as quais permitirão a produção do gênero discursivo em destaque. Com as produções (escrita ou audiovisual) de toda a turma em sua versão final, estudantes e docente elegerão 2 textos escritos (ou dois documentários) que representarão a turma na Olimpíada. Digamos que os textos da Maria e do João tenham sido escolhidos, certo? Agora, será preciso reunir outras versões como, por exemplo, as versões anteriores desses dois textos selecionados (por exemplo, as produções inicial e intermediária feitas pela Maria e as produções inicial e quase final feitas pelo João). Isso significa que teremos 3 textos da Maria e 3 textos do João, no total de 6 textos. No caso do documentário, serão escolhidos dois documentários (A e B) e mais outros textos que estejam relacionados a eles, por exemplo: a sinopse e o roteiro referentes ao documentário A e a sinopse e o argumento referentes ao documentário B. Assim, do mesmo modo, serão 6 produções no total. Ficou claro? Se houver dúvidas, por favor, escrevam nos comentários.

7. A Comissão Escolar é que irá determinar quantos textos serão enviados para a etapa municipal, podendo ser um número diferente para cada escola?

Não. A Comissão Escolar receberá o Relato de prática, as 6 produções (Linha do tempo) e 1 registro (Álbum da turma) de cada professor(a) participante, referente ao trabalho com cada turma. Reunirá todo o material enviado e seguirá o Regulamento (p. 8), o qual prevê a escolha de um Relato de prática (com Linha do tempo e Álbum da turma) por categoria (ou seja, por gênero discursivo). O resultado do trabalho dessa Comissão será encaminhado para a próxima etapa, a Municipal.


Dúvidas esclarecidas? Surgiram novas perguntas? Aproveitem o espaço dos comentários, logo abaixo desse texto, para continuarmos a conversa. 

Um abraço carinhoso, obrigada e até já,

Olímpia

Comentários

Ver mais comentários

Adicionar comentário

Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.

Clique aqui para se identificar

Título

fim do conteudo
inicio do rodapé
Parceiros
Fundação Roberto Marinho
 
Futura
 
Undime, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação
 
Conséd, Conselho Nacional de Secretários de Educação
Coordenação técnica
Cenpec, Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária
Iniciativa
Itaú
 
Ministério da Educação
Programa Escrevendo o Futuro / Olimpíada de Língua Portuguesa
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310
Fim do rodapé