Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé Fale conosco
Portal da Olimpiada de Lingua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Linkes rede sociais.        

Pergunte a Olímpia

Inicio do conteudo

Pergunte à Olímpia: Navegue pelas perguntas abaixo utilizando as setas e tecle enter para acessar a pergunta.

Autor Profª. Olímpia
Pergunta:

Olímpia faz um balanço deste ano repleto de desafios, retomando as diferentes ações e diálogos construídos com os educadores na seção "Pergunte à Olímpia".

 

Queridos leitores e queridas leitoras

Eis o momento de anunciar um balanço de 2020 e, ao mesmo tempo, agradecer pelas oportunidades vivenciadas, particularmente ao término de um ano repleto de desafios, distância e reinvenção.

Aqui, no nosso espaço de permanente diálogo, 2020 nos convocou a um fazer ainda mais vinculado à escuta docente; ao movimento de ultrapassar o objetivo original do “Pergunte à Olímpia”, atrelado a respostas às mais diversas inquietações reveladas em perguntas enviadas ao Portal Escrevendo o Futuro, rumo a um envolvimento mais abrangente e complexo, capaz de abrir braços, alcançar e acolher para, sob efeito da voz de vocês, refletir sobre a prática pedagógica em tempos de pandemia.

Começamos o ano – sem ideia do que nos aguardava – pelo movimento reflexivo baseado em uma enquete voltada aos eixos da BNCC e aos principais focos de interesse de vocês, em termos do planejamento para a ação em sala de aula. Assim, dialogamos sobre estratégias de leitura e de produção textual, retomando objetos de conhecimento e habilidades da BNCC; o ensino de gêneros orais por meio de sequência didática, inspirado pelos dizeres do Prof. Dr. Joaquim Dolz e, ainda, a progressão temática, destacando propostas do curso autoformativo “Nas tramas do texto”.   

Na sequência, já impactados(as) por incontáveis mudanças e ajustes favoráveis ao ensino remoto emergencial, nossa escuta fez-se urgente para compreender dificuldades enfrentadas no exercício da docência, pela voz de quem estava vivendo e sentindo os efeitos da reorganização dos processos de ensino e de aprendizagem. Assim, nasceu o “mural da Olímpia”, um espaço primordial para a vez e a voz de educadores(as) de todos os segmentos de ensino. 

Esse “mural polifônico” acelerou a composição de novos textos, revelando discursos multimodais capazes de exaltar o dizer de professores e professoras de todo o país, com gráficos e nuvens de palavras acompanhadas de análises e indicações de vídeos e links para textos elaborados e/ou disponibilizados no nosso Portal.  

Desse lugar do olhar plural para dificuldades e desafios vivenciados na relação professor(a)-estudante, mediada exclusivamente pelas tecnologias ou mesmo na ausência de condições objetivas de acesso, passamos ao lugar do enfrentamento das desigualdades, apostando em possibilidades

Para tanto, um novo movimento de escuta se apresentou, agora guiado pelos relatos de professores(as) voltados a modos de promover (ou tentar promover) a permanência dos laços dos(as) estudantes com a escola e, sobretudo, com a aprendizagem.

Nessa direção, proseamos a partir de questões e, posteriormente, de análises de dados e do apontamento de caminhos possíveis ao fazer docente, com publicações que também destacaram numerosos produtos e recursos do Portal Escrevendo o Futuro. 

Todo esse percurso foi coroado por mais uma enquete, que teve como objetivo  lançar uma lupa na direção do ensino de sequências didáticas, considerando o cenário de ensino remoto e o potencial cenário de ensino ora presencial, ora virtual, em 2021.

Mais uma vez, a participação de educadores(as) de todos os estados e do Distrito Federal ratificou o compromisso com a educação de qualidade e a efetiva aprendizagem de nossos meninos e meninas, adolescentes e jovens, revelando que maioria dos(as) integrantes da nossa enquete entende que a sequência didática (que marca o trabalho com os gêneros olímpicos poema, crônica, memória literária e artigo de opinião) é uma aposta metodológica de relevância para o fazer docente, ao ser vinculada ao contexto presencial e mesmo à convivência de momentos presenciais e virtuais.

Poder refletir com cada um(a) de vocês em meio a tantas dificuldades, fragilidades, possibilidades e fortalezas inerentes às práticas pedagógicas no decorrer de um ano tão atípico como o de 2020 foi um dos maiores desafios e, ao mesmo tempo, privilégios para toda a equipe do Portal. 

Com vocês, muito aprendemos! Agradecemos pela parceria constante e desejamos um final de ano com saúde e descanso abundantes, a fim de podermos recomeçar, em 2021, com coragem, otimismo e perseverança. Afinal, como tão bem define o grande poeta mineiro Ricardo Aleixo, em Antiboi (2017, p. 57),

a vida como, p. ex., um anti-

boi de parintins: (porque)

nada é caprichoso,

nada é

 

garantido.   

Recebam nosso carinhoso abraço, e até breve

Olímpia (em nome de toda e equipe do Portal Escrevendo o Futuro)

Comentários

Ver mais comentários

Adicionar comentário

Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.

Clique aqui para se identificar

Título

fim do conteudo
inicio do rodapé
Parceiros
Fundação Roberto Marinho
 
Futura
 
Undime, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação
 
Conséd, Conselho Nacional de Secretários de Educação
Coordenação técnica
Cenpec, Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária
Iniciativa
Itaú
 
Ministério da Educação
Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310
Fim do rodapé