Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé Fale conosco
Portal da Olimpiada de Lingua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Linkes rede sociais.        

Pergunte a Olímpia

Inicio do conteudo

Pergunte à Olímpia: Navegue pelas perguntas abaixo utilizando as setas e tecle enter para acessar a pergunta.

Autor Profª Olímpia
Pergunta:

Olímpia dá continuidade ao exercício reflexivo iniciado com uma enquete do ano passado, e fala sobre estratégias de produção de textos.

 

Professoras e professores queridos,

O texto desta semana destina-se à continuidade do exercício reflexivo iniciado com a publicação “Enquete: o primeiro lugar do eixo leitura” e, portanto, responde aos dizeres e interesses de vocês, quando da participação em nossa enquete divulgada em “2020 chegou! Vamos seguir juntos?”.

O primeiro lugar do eixo produção de textos, com larga vantagem em relação ao segundo lugar, é “estratégias de produção”. Como comentei no texto anterior, quando falamos das estratégias de leitura, entendo que essa demanda ecoa a preocupação de vocês com a reflexão e as ações docentes aderentes à BNCC e, nessa medida, embora seja um assunto recorrente, os tempos atuais exigem um olhar mais amplo, baseado na compreensão de que o trabalho com a produção escrita – e as estratégias para tal – convoca o movimento de ultrapassar o limite do impresso, aproximando-nos da questão da produção de textos multissemióticos.

Nesse sentido, entendo ser essencial retomar o lugar do reflexão posto em cena com a BNCC, quando tomamos o eixo da produção de textos (Brasil, 2017, p. 74):

O Eixo da Produção de Textos compreende as práticas de linguagem relacionadas à interação e à autoria (individual ou coletiva) do texto escrito, oral e multissemiótico, com diferentes finalidades e projetos enunciativos como, por exemplo, construir um álbum de personagens famosas, de heróis/heroínas ou de vilões ou vilãs; produzir um almanaque que retrate as práticas culturais da comunidade; narrar fatos cotidianos, de forma crítica, lírica ou bem-humorada em uma crônica; comentar e indicar diferentes produções culturais por meio de resenhas ou de playlists comentadas; descrever, avaliar e recomendar (ou não) um game em uma resenha, gameplay ou vlog; escrever verbetes de curiosidades científicas; sistematizar dados de um estudo em um relatório ou relato multimidiático de campo; divulgar conhecimentos específicos por meio de um verbete de enciclopédia digital colaborativa; relatar fatos relevantes para a comunidade em notícias; cobrir acontecimentos ou levantar dados relevantes para a comunidade em uma reportagem; expressar posição em uma carta de leitor ou artigo de opinião; denunciar situações de desrespeito aos direitos por meio de fotorreportagem, fotodenúncia, poema, lambe-lambe, microrroteiro, dentre outros.

Quando falamos em estratégias de escrita, estamos colocando em cena um conjunto de saberes que englobam desde o planejamento do texto, passando pela elaboração, revisão, edição e reescrita, até chegar à avaliação e à publicização.

Pensando dessa forma, a escola tem o desafio de contemplar as estratégias de escrita como uma das dimensões do trabalho em sala de aula, ao lado de outras que, como anunciado na BNCC, visam promover a ampla reflexão sobre práticas de produção, sendo elas: a consideração das condições de produção dos textos, a dialogia e relação entre textos, a alimentação temática, a construção da textualidade e os aspectos notacionais e gramaticais.

Tal qual destacado na publicação sobre estratégias de leitura, aqui também o Portal Escrevendo o Futuro desempenha importante função, já que disponibiliza variados produtos “sob medida” para uma significativa navegação e estudo sobre a produção de textos, com destaque ao vídeo a seguir, da Profa. Dra. Jacqueline Barbosa (UNICAMP), que trata das práticas de linguagem contemporâneas e os desafios docentes:

 

 

Para finalizar, seguem outras fontes de reflexão e aprimoramento da prática educativa:

Comentários

Ver mais comentários

Adicionar comentário

Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.

Clique aqui para se identificar

Título

fim do conteudo
inicio do rodapé
Parceiros
Fundação Roberto Marinho
 
Futura
 
Undime, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação
 
Conséd, Conselho Nacional de Secretários de Educação
Coordenação técnica
Cenpec, Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária
Iniciativa
Itaú
 
Ministério da Educação
Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310
Fim do rodapé