Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé Fale conosco
Portal da Olimpiada de Lingua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Linkes rede sociais.        

Pergunte a Olímpia

Inicio do conteudo

Pergunte à Olímpia: Navegue pelas perguntas abaixo utilizando as setas e tecle enter para acessar a pergunta.

Autor Profª Olímpia
Pergunta:

Após recolher os resultados de uma enquete feita no ano passado, Professora Olímpia fala sobre estratégias de leitura.

 

Dedicados educadores,

A partir desta semana, farei um conjunto de publicações atreladas aos assuntos mais votados em nossa enquete (retomada em “2020 chegou! Vamos seguir juntos?”), de modo a atender às demandas e aos interesses de vocês, a quem muito agradeço pela ampla participação.

Vamos começar pelo eixo da leitura, no qual o assunto com o número maior de votos foi “estratégias de leitura”. Confesso que fiquei até surpresa com tal resultado, pois vimos tratando da formação do sujeito leitor – e das estratégias de leitura para o trabalho docente – ao longo de diversas publicações do “Pergunte à Olímpia”; mas, talvez, seja a necessidade de nossos estudantes que esteja “batendo à porta” de forma recorrente, em tempos de implementação dos currículos norteados pela BNCC... Então, vamos dar voz de destaque a esses dizeres, certo?

Ao anunciarmos a reflexão sobre o eixo da leitura, temos de ter em mente que, de acordo com a BNCC (Brasil, 2017, p. 69):

O Eixo Leitura compreende as práticas de linguagem que decorrem da interação ativa do leitor/ouvinte/espectador com os textos escritos, orais e multissemióticos e de sua interpretação, sendo exemplos as leituras para: fruição estética de textos e obras literárias; pesquisa e embasamento de trabalhos escolares e acadêmicos; realização de procedimentos; conhecimento, discussão e debate sobre temas sociais relevantes; sustentar a reivindicação de algo no contexto de atuação da vida pública; ter mais conhecimento que permita o desenvolvimento de projetos pessoais, dentre outras possibilidades.

Quando abordamos as práticas de leitura, estamos nos referindo não apenas aos conhecimentos vinculados ao ensino de estratégias iniciais de decodificação, mas também de compreensão e de interação do texto com o leitor (apreciação e réplica) postas em jogo na leitura de textos escritos, imagens estáticas (foto, pintura, gráfico, diagrama) ou em movimento (vídeos) e som (música).

Assim, a leitura de textos escritos, orais e multissemióticos demanda um constante investimento e tratamento, explorado pela BNCC (op cit, p. 70-72) em termos de dimensões inter-relacionadas às práticas de uso e reflexão, tais como: reconstrução e reflexão sobre as condições de produção e recepção dos textos pertencentes a diferentes gêneros e que circulam nas diferentes mídias e esferas/campos de atividade humana; dialogia e relação entre textos; reconstrução da textualidade, recuperação e análise da organização textual, da progressão temática e estabelecimento de relações entre as partes do texto; reflexão crítica sobre as temáticas tratadas e validade das informações; compreensão dos efeitos de sentido provocados pelos usos de recursos linguísticos e multissemióticos em textos pertencentes a gêneros diversos; estratégias e procedimentos de leitura; adesão às práticas de leitura.

Para citar um exemplo, pensando no segmento do EFII, no eixo/prática de linguagem da leitura, campo jornalístico/midiático, observamos um conjunto de habilidades ligadas a diferentes objetos de conhecimento (BNCC, p.138-139):

Clique na imagem para ampliar

Diante desse cenário, a maior “aposta docente” precisa estar vinculada à ideia de que as estratégias de leitura devem ser exploradas pelo ensino contextualizado de habilidades, sempre por meio de textos, considerando os diferentes gêneros discursivos e campos da atividade humana. Tal raciocínio permitirá uma progressão no ensino, de forma que o trabalho cognitivo exigido por parte do estudante aumente pela exploração de gêneros discursivos cada vez mais complexos, que mobilizem processos de compreensão e reflexão sobre os textos cada vez mais sofisticados e densos.

Aqui no Portal Escrevendo o Futuro, há diversas “fontes de inspiração” para ajudar cada um de vocês a melhor compreender o trabalho com o eixo da leitura, dentre eles:

Como sempre, estou à disposição para “esticarmos a prosa”!

Bj carinhoso, obrigada e até já,

Olímpia

Comentários

Ver mais comentários

Adicionar comentário

Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.

Clique aqui para se identificar

Título

fim do conteudo
inicio do rodapé
Parceiros
Fundação Roberto Marinho
 
Futura
 
Undime, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação
 
Conséd, Conselho Nacional de Secretários de Educação
Coordenação técnica
Cenpec, Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária
Iniciativa
Itaú
 
Ministério da Educação
Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310
Fim do rodapé