Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé Fale conosco
Portal da Olimpiada de Lingua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Linkes rede sociais.        

Pergunte a Olímpia

Inicio do conteudo

Pergunte à Olímpia: Navegue pelas perguntas abaixo utilizando as setas e tecle enter para acessar a pergunta.

Autor Profª Olímpia
Pergunta:

Olímpia pensa a respeito de formas para socializar leituras feitas por alunos do 6º e do 8º anos do EF.

 

Queridos leitores,

Temos um desafio pela frente!

Na realidade, vamos dividir com a professora Márcia a tarefa de pensar em formas para socializar leituras de livros, feitas por alunos do 6o e do 8o anos do EF. Para entendermos direitinho do que se trata, segue a mensagem enviada por ela (pelo e-mail escrevendofuturo@cenpec.org.br):

Boa tarde!

Tenho como desafio trabalhar três leituras por trimestre com as turmas (6º e 8º anos) em que leciono Língua Portuguesa. Cada turma tem uma caixa de livros da editora que a escola optou utilizar o material didático. A escola solicita que os professores utilizem aqueles livros como uma das leituras do trimestre. Tenho alunos que estão pelo terceiro ano consecutivo comigo e me falta criatividade para fazer avaliação das leituras que eles fazem. Detalhe importante: cada aluno faz a leitura de um livro diferente. Já fiz café literário, ficha de leitura, scrapbook literário, gravação de vídeos, produção textual, entre outros.

Olímpia, me ajude, sugerindo atividades avaliativas e criativas que sirvam para livros diferentes que eu possa aplicar com essas turmas.

Muito obrigada!

Márcia Casanova Haute - Professora de Língua Portuguesa e Inglesa | Pós-graduanda PUC

 

Professora Márcia, ajudarei com prazer! Partindo de três ideias, começarei a compor uma lista de sugestões que poderá ser complementada com a ajuda de nossos leitores, certo?

Ainda antes da lista, entendo ser importante considerarmos que os momentos de socialização das obras lidas, como você bem caracterizou, devem ser criativos, envolventes e marcados pela possibilidade de ampliação do repertório de conhecimentos para todos os envolvidos, alimentando tanto os alunos-leitores, quanto a “plateia”, com generosas doses de reflexão e apreciação.

Pensando nisso, seguem algumas ideias:

1. Textos em progressão

Você comentou que seus alunos já produziram textos escritos. De todo modo, entendo ser interessante pensarmos em uma proposta voltada ao trabalho reflexivo com diferentes gêneros em progressão, que podem ser trabalhados ao mesmo tempo ou separadamente, em função dos conhecimentos prévios dos alunos. Explico melhor: em um de nossos cursos on-line – Sequência didática: aprendendo por meio de resenhas – convidamos nossos professores-cursistas a refletirem sobre uma escala de subjetividade, considerando gêneros “parentes” da resenha. Assim, são apresentados o resumo, a sinopse, a resenha e a crítica como resultados da atividade dessa escala, o que me levou a pensar o quanto essa ideia pode ser interessante para a produção de seus alunos, nas diferentes salas de aula. Imagine o efeito de apreciar diferentes movimentos de escrita, tomando a palavra de distintas formas, em função da singularidade de cada obra e da abrangência e da limitação de cada um desses gêneros... Adoraria ver esse “exercício plural” de autoria bem de perto!

2. Blog de “apreciações/reflexões sobre nossas leituras”

De maneira geral, os espaços virtuais colaborativos agradam pessoas de todas as idades e, pela minha experiência, especialmente os adolescentes... Então, a dica é o investimento na organização de blogs, nos quais os alunos possam não apenas publicar seus textos de indicação literária, em função da obra lida por cada um, por exemplo, mas também complementar tal indicação com textos multimodais (como vídeos de entrevista com o autor da obra, textos escritos por especialistas sobre a obra em destaque, documentários atrelados ao assunto do livro), a fim de promover a troca de ideias, comentários, sugestões e aprofundamento de questões que despertem maior interesse. No Programa Escrevendo o Futuro, mais precisamente durante o “Seminário Internacional Escrevendo o Futuro: da cultura local à sala de aula”, vários professores apresentaram propostas virtuais para socialização e discussão com as turmas. Também vale a pena conferir o Literatura em Movimento, para que você tenha ótimas inspirações, pensando na realidade de seus estudantes!

3. Aposte na colaboração

Que tal seus alunos indicarem a forma como querem realizar o trabalho de socialização dos livros lidos? Você pode realizar uma roda de conversa, apresentando algumas ideias para, então, abrir espaço para que cada turma possa refletir sobre como gostaria de viver esse “momento literário”. Aposte na exploração de gêneros “menos convencionais/privilegiados” e mais colados às práticas de letramento locais. Tenho certeza de que essa escuta diferenciada renderá excelentes frutos!


Desejo muito sucesso! Agora, é a vez de passar a bola aos nossos leitores, a fim de que ampliem nossa prosa...

Muito obrigada pelo envio de sua pergunta, um bj carinhoso e até já,

Olímpia

Comentários

Ver mais comentários

Adicionar comentário

Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.

Clique aqui para se identificar

Título

fim do conteudo
inicio do rodapé
Parceiros
Fundação Roberto Marinho
 
Futura
 
Undime, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação
 
Conséd, Conselho Nacional de Secretários de Educação
Coordenação técnica
Cenpec, Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária
Iniciativa
Itaú
 
Ministério da Educação
Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310
Fim do rodapé