Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé Fale conosco
Portal da Olimpiada de Lingua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Linkes rede sociais.        

Pergunte a Olímpia

Inicio do conteudo

Pergunte à Olímpia: Navegue pelas perguntas abaixo utilizando as setas e tecle enter para acessar a pergunta.

Autor Profª Olímpia
Pergunta:

Olímpia oferece pistas para o trabalho com a literatura em sala de aula e a formação do leitor literário.

 

Adoráveis leitores,

Nesta semana, faremos uma “prosa literária”, a fim de atender à mensagem da professora Ana. Vamos conhecer a pergunta enviada?

Olá, Olímpia!

Preciso de ideias para introduzir o conteúdo de Literatura. Você poderia me ajudar? Obrigada.

Ana Karina Requieri


Professora, preciso dizer que o fato de você não ter indicado o segmento com o qual trabalha deixou-me com a sensação de que poderei pouco contribuir... Mas, depois de pensar um pouquinho, julguei que seria interessante falar sobre literatura, de uma forma geral, no intuito de oferecer pistas para um trabalho reflexivo e envolvente, independente da faixa etária dos alunos. Afinal, esse é sempre nosso objetivo, não é mesmo?

Ao pensarmos em “introduzir o conteúdo de literatura” na nossa sala de aula, precisamos tomar como princípio o direito de todos à literatura e, portanto, o nosso urgente investimento na formação do leitor literário. Nessa medida, a voz de Antonio Candido, no texto “O direito à literatura”, fala bem de perto aos ouvidos (e coração):

[...] assim como não é possível haver equilíbrio psíquico sem o sonho durante o sono, talvez não haja equilíbrio social sem a literatura. Deste modo, ela é fator indispensável de humanização e, sendo assim, confirma o homem na sua humanidade, inclusive porque atua em grande parte no subconsciente e no inconsciente (CANDIDO, 1988; p. 175).

Os valores que a sociedade preconiza, ou os que considera prejudiciais, estão presentes nas diversas manifestações da ficção, da poesia e da ação dramática. A literatura confirma e nega, propõe e denuncia, apoia e combate, fornecendo a possibilidade de vivermos dialeticamente os problemas. Por isso, é indispensável tanto a literatura sancionada quanto a literatura proscrita; a que os poderes sugerem e a que nasce dos movimentos de negação do estado de coisas predominantes (CANDIDO, 1988; p. 175).


Ainda, sobre a formação do leitor literário, María Teresa Andruetto anuncia, em “Que todos signifique todos”:

Toda criança, todo jovem, precisa de uma comunidade que o reconheça, precisa sentir que essa experiência a que pode aceder pela leitura (a de um ser humano em outro contexto, em outras condições de vida) poderia ter sido a sua, experiência e condições pelas quais poderia ter sido premiado ou castigado (Andruetto, 2014, s/p).


Sob efeito dessas fabulosas vozes e, certamente, de um amplo exercício de interdiscursividade e intertextualidade, podemos seguir para o fazer em sala de aula. Para tanto, segue um conjunto de possibilidades, todas reunidas no “Literatura em Movimento”, um produto bastante rico e todo vinculado ao estudo da literatura e ao ensino da leitura literária. Para aquecer sua pesquisa, vamos conferir a entrevista com a professora Vima Lia Martin?


Percebe quantas possibilidades se abrem para o início do trabalho? A depender do seu público, você poderá, inclusive, passar trechos dessa entrevista para os alunos e, assim, convocar um debate com diferentes focos de discussão.

Confira outras publicações sobre literatura (dicas já sugeridas em um texto que escrevi em 2015):

Uma dica final: aproveite a comemoração do Dia Mundial do Livro (23/4) para incentivar seus estudantes a participarem de nossa roda de indicação de leituras!


Pronto! Estou certa que você terá muitas inspirações para o trabalho em sala de aula, em qualquer tempo, com todos os alunos!

Bj, obrigada e até já,

Olímpia

Comentários

Ver mais comentários

Adicionar comentário

Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.

Clique aqui para se identificar

Título

fim do conteudo
inicio do rodapé
Parceiros
Fundação Roberto Marinho
 
Futura
 
Undime
 
Conséd
Coordenação técnica
Cenpec
Iniciativa
Itaú
 
Ministério da Educação
Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310
Fim do rodapé