Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé Fale conosco
Portal da Olimpiada de Lingua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Linkes rede sociais.        

Pergunte a Olímpia

Inicio do conteudo

Pergunte à Olímpia: Navegue pelas perguntas abaixo utilizando as setas e tecle enter para acessar a pergunta.

Autor Profª. Olímpia
Pergunta:

Professora Olímpia fala sobre o processo de alfabetização como foco da ação pedagógica. Confira.

 

Talentosos educadores,

Dando continuidade às reflexões em função de nossa enquete, terá destaque o segundo tópico mais votado: o processo de alfabetização como foco da ação pedagógica.

A alfabetização é apresentada no contexto das práticas letradas já vivenciadas pela criança na Educação Infantil, tornando-se o centro do trabalho docente nos anos iniciais, especificamente nos 1o e 2o anos do EF. De acordo com o documento da BNCC (MEC, 2017, p. 87-88),

Nesse processo, é preciso que os estudantes conheçam o alfabeto e a mecânica da escrita/leitura – processos que visam a que alguém (se) torne alfabetizado, ou seja, consiga “codificar e decodificar” os sons da língua (fonemas) em material gráfico (grafemas ou letras), o que envolve o desenvolvimento de uma consciência fonológica (dos fonemas do português do Brasil e de sua organização em segmentos sonoros maiores como sílabas e palavras) e o conhecimento do alfabeto do português do Brasil em seus vários formatos (letras imprensa e cursiva, maiúsculas e minúsculas), além do estabelecimento de relações grafofônicas entre esses dois sistemas de materialização da língua.

 

Assim, a concepção de alfabetização proposta na BNCC vincula-se ao aprendizado de técnicas de codificação (escrever) e de decodificação (ler) e está situada na prática de linguagem de análise linguística/semiótica. Isso significa dizer que do conjunto de habilidades a serem contempladas em cada um dos dois anos iniciais do EF, será no eixo da análise linguística que o professor encontrará os diferentes elementos para o planejamento da ação em sala de aula.

Nesse sentido, alguns cuidados são fundamentais, a fim de evitarmos um entendimento equivocado da discussão. Vamos falar de alguns deles?

 

1

Afirmar que a prática de linguagem de análise linguística/semiótica convoca as reflexões sobre o aprendizado do sistema de escrita alfabética não significa tratar as atividades de alfabetização de forma mecânica, desvinculada do trabalho com as práticas de leitura e de produção de diversos gêneros do discurso;

2

Os gêneros discursivos, propostos para o trabalho, serão mais simples e estarão atrelados, especialmente, à esfera/campo de atuação da vida cotidiana, tais como lista, bilhete, convite, fotolegenda e receita culinária, a fim de oferecerem uma atenção mais centrada na grafia;

3

Considerar a complexidade de tal aprendizado é fundamental, pois estamos diante de diversas possibilidades, quando falamos das relações estabelecidas entre sons e letras (vale lembrar da imensa variedade de “modos de falar”, presentes no Brasil);

4

O processo de alfabetização, tomado em sua natureza alfabética, será complementado por outro, bem mais longo, voltado ao conhecimento das relações fono-ortográficas do português do Brasil: o processo de ortografização;

5

O eixo da análise linguística/semiótica será a referência para a ação pedagógica voltada à alfabetização, no 1º e no 2º anos do EF. No 3º ano, tal prática de linguagem passa a contemplar o processo de ortografização;

6

O processo de ortografização poderá durar até mais de dois anos e envolverá o aprendizado de três relações: "a) as relações entre a variedade de língua oral falada e a língua escrita (perspectiva sociolinguística); b) os tipos de relações fono-ortográficas do português do Brasil e c) a estrutura da sílaba do português do Brasil (perspectiva fonológica)".

Agora, dicas de leitura:

Blog da Revista Nova Escola

Plataforma Alfaletrar

Bem, queridos parceiros de reflexão, entendo ter conseguido reunir alguns dizeres propostos no documento em questão. Agora, a voz é de vocês! Perguntem, esclareçam dúvidas, complementem informações...

Um bj carinhoso, obrigada e até já

Olímpia

Comentários

Ver mais comentários

Adicionar comentário

Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.

Clique aqui para se identificar

Título

fim do conteudo
inicio do rodapé
Parceiros
Fundação Roberto Marinho
 
Futura
 
Undime
 
Conséd
Coordenação técnica
Cenpec
Iniciativa
Itaú
 
Ministério da Educação
Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310
Fim do rodapé