Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé Fale conosco
Portal da Olimpiada de Lingua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Linkes rede sociais.        
Assunto: null
Autora: Marina Almeida
05 Maio 2021

Como fazer as mudanças necessárias para as diferentes realidades de ensino remoto ou híbrido no país

Com muitas aulas acontecendo no formato remoto ou híbrido, os(as) professores(as) precisam fazer adaptações para realizar as atividades da Olimpíada com seus estudantes. Para auxiliá-los nesse processo, respondemos algumas das principais questões sobre como realizar o trabalho nesse novo formato. Esse tema também foi abordado no nosso segundo webinário, que propôs algumas alternativas e trouxe o relato de professoras sobre as adaptações realizadas com suas turmas.

E não se esqueça: as inscrições para a Olimpíada vão até o dia 20 de maio. Assista ao tutorial, confira o passo a passo, acesse a página do concurso, se cadastre e se inscreva para participar.

P: 1. Onde encontrar materiais de apoio para o trabalho remoto com a classe?

R: Os Cadernos Docentes são materiais de apoio para professores e professoras realizarem as atividades com os(as) estudantes. Os gêneros variam conforme o ano ou série da turma. Poema: 5º ano do Ensino Fundamental; Memórias literárias: 6º e 7º anos do Ensino Fundamental; Crônica: 8º e 9º anos do Ensino Fundamental; Documentário: 1ª e 2ª séries do Ensino Médio e Artigo de Opinião: 3ª série do Ensino Médio. Eles estão disponíveis nas versões virtual e PDF.

Não deixe de acompanhar também as Pílulas pedagógicas no Telegram: semanalmente são enviadas orientações sobre como trabalhar os 5 gêneros com os(as) estudantes, seja no formato híbrido, remoto ou presencial. E leia a coluna quinzenal Pergunte à Olímpia, que traz sugestões sobre como trabalhar os gêneros com a turma em meio às mudanças trazidas pela pandemia.

P: 2. Preciso realizar todas as atividades do Caderno Docente com meus estudantes?

R: Não. Os(as) professores(as) devem estudar os Cadernos Docentes para conhecer as atividades e entender seus objetivos. A partir disso, podem selecionar o que é fundamental e possível propor de acordo com as condições da turma, inclusive de acesso à internet, além de fazer as adaptações necessárias. O importante é que, ao final do processo, os(as) estudantes tenham lido textos, assistido documentários, discutido, escrito e aprimorado suas produções.

P: 3. Como usar ferramentas tecnológicas para desenvolver as atividades dos Cadernos Docentes?

R: A tecnologia é uma grande aliada e há várias ferramentas virtuais gratuitas que podem ajudar nas atividades dos Cadernos Docentes. Após um ano de pandemia, cada professor já sabe o que funciona para o trabalho remoto com os estudantes: aulas e reuniões por Google Meet ou WhatsApp; troca de mensagens, áudios e vídeos das atividades por WhatsApp; criação de murais digitais e compartilhamento de produções pelo Padlet; a produção de podcasts com aplicativos gratuitos como, por exemplo, o Anchor; e a distribuição de materiais impressos aos alunos. Aproveite para trocar experiências com os alunos que são nativos digitais e conhecem muitos recursos.

P: 4. Como adaptar e manter a qualidade das oficinas para trabalhar com alunos sem acesso à internet, em que o contato acontece por meio de atividades impressas?

R: Ao conhecer a realidade da turma, o professor vai buscar as alternativas possíveis como a realização de um encontro síncrono com seus estudantes ou compartilhar o material impresso com os alunos, incluindo bilhetes contendo orientações e dicas para estabelecer um diálogo pela escrita. Dê atenção ao retorno das atividades realizadas: busque levar ânimo e motivação para os estudantes, envie mais exemplos, chame a atenção para algum aspecto que o aluno ainda não conseguiu se apropriar, veja qual caminho reflexivo os estudantes fizeram e envie dicas sobre suas produções.

P: 5. Posso adaptar as oficinas à nossa realidade, com alunos on-line e offline? Há alguma penalidade por conta do Relato de prática?

R: O professor pode fazer todas as adaptações necessárias e isso não acarreta nenhuma penalidade. O Relato de prática deve dar luz ao que realmente aconteceu no trabalho com a turma: suas experiências, o que deu certo e o que não deu, as saídas encontradas e o que foi possível realizar. Não há uma só forma de fazer o trabalho e o Relato de prática permite que o professor mostre como desenvolveu as atividades com sua turma.

P: 6. Como registrar as atividades realizadas em ensino remoto para o Relato de prática?

R: Faça anotações escritas durante o processo para construir essa memória, como se fosse um diário. Quando for escrever o texto, você terá um conjunto de materiais para ler e avaliar o que é mais relevante para compartilhar em seu Relato de prática.

P: 7. Como fazer fotos do trabalho realizado, se estamos realizando atividades de forma remota?

R: O registro não precisa ser, necessariamente, dos rostos dos estudantes, pode ser de um destaque, algo marcante no percurso do trabalho. Além disso, vale a criatividade. O professor, ou um de seus alunos, pode fazer uma montagem com as fotos dos estudantes, unindo os rostos de cada um deles em suas casas, por exemplo.

P: 8. Minha escola está totalmente remota, posso registrar as fotos pelo Google Meet?

R: Sim. É preciso trazer o momento que estamos vivenciando para o Relato de prática. Se a escola está remota e você consegue registrar imagens das aulas on-line, ótimo. Use o que você tem como possibilidade, o que é possível fazer no momento. As Comissões Julgadoras sabem as condições de ensino atuais e levarão essas realidades em conta na avaliação dos relatos.


Conteúdo relacionado

Mais conteúdos sobre o Assunto

Comentários

Ver mais comentários

Adicionar comentário

Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.

Clique aqui para se identificar

Título

Fim do conteudo.
inicio do rodapé
Parceiros
Fundação Roberto Marinho
 
Futura
 
Undime, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação
 
Conséd, Conselho Nacional de Secretários de Educação
Coordenação técnica
Cenpec, Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária
Iniciativa
Itaú
 
Ministério da Educação
Programa Escrevendo o Futuro / Olimpíada de Língua Portuguesa
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310
Fim do rodapé