Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé Fale conosco
Portal da Olimpiada de Lingua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Linkes rede sociais.        
Assunto: null
Autora: Alana Queiroz
25 Setembro 2019

Avaliando nossa trajetória, percebo que nosso caminho foi marcado por diferentes paisagens. Em alguns momentos tivemos que parar para abastecer a mochila, retirar algumas folhinhas secas e até mesmo redefinir rotas. Mas nosso objetivo foi alcançado. Por meio de bem traçadas linhas, os alunos conseguiram levantar suas vozes sobre o preconceito. Vozes essas que puderam ser ouvidas dentro e fora da escola. Mas, sobretudo, dentro de cada um de nós.

Elizete Vilela de Faria

Trecho de texto vencedor na categoria Relatos de Prática, em 2016.

Ao longo dos anos, a equipe da Olimpíada de Língua Portuguesa tem estimulado a escrita do relato de prática do(a) professor(a) por meio do concurso de relatos que acontece simultaneamente às Oficinas Semifinais. Nesse momento, os professores semifinalistas têm a oportunidade de se tornarem autores de um texto, no qual contam suas experiências com a realização das oficinas com todos  os alunos e alunas de sua turma, dificuldades encontradas e descobertas enquanto participantes do concurso. Agora, convidamos você professor(a), a assumir o papel do professor-autor(a).

Registrar o seu envolvimento e as práticas adquiridas a partir das orientações propostas pelos Cadernos do Professor em sala de aula é uma importante forma de refletir sobre a própria prática pedagógica, através de um viés criativo. Um depoimento do feito, do não feito, dos acertos e dos erros, por meio das vozes dos(as) professores(as) e de outras pessoas envolvidas no processo de aprendizagem, podem resignificar os obstáculos enfrentados, como uma nova oportunidade de aprender e ensinar. Cada sala de aula carrega sua própria narrativa e o professor tem a tarefa de adequar sua prática pedagógica às necessidades e  ao ritmo de seus alunos, assim, o processo de ensino e aprendizagem se torna único. A importância de relatar essas vivências em sala de aula é compartilhar os seus conhecimentos, tornando-os públicos e coletivos. 

A experiência é o que nos toca, e não o que se passa ou o que acontece; a experiência é única, não pode ser repetida, e carrega consigo uma dimensão de incerteza e imprevisibilidade. Diante de um mesmo acontecimento, cada pessoa faz sua experiência singular. O saber da experiência deriva da elaboração de sentido sobre o que nos acontece. 

Maria Tereza Antonia Cardia 

Então, para ajudá-los(as) a preparar e escrever um bom relato de prática, disponibilizamos um recurso interativo que auxilia os(as) educadores(as) a construírem uma reflexão e sistematização de sua prática, o Especial Relatos de Prática

Em ambiente virtual, a página interativa conta com cinco seções: A primeira delas é a “Linha do tempo” que organiza todos os materiais com orientações e reflexões sobre o tema, produzidos pelo Programa Escrevendo o Futuro. Em seguida, a seção "Como escrever um relato” que traz um percurso adaptado do texto Relatos de prática: com a palavra, o professor-autor-formador, escrito pelos docentes Margarete Schlatter e Pedro de Moraes Garcez, da UFRGS e que propõe ao professor uma reflexão sobre sua identidade enquanto autor e formador e as etapas necessárias para registrar o trabalho realizado. E o mais novo conteúdo é "O Percurso de Escrita do Relato de Prática: do relato do vivido à proposta de uma reflexão singular" em que a docente Margarete Schlatter convoca uma reflexão sobre os caminhos, as decisões e os procedimentos adotados pela professora Michele Mendes Rocha de Oliveira, no processo de escrita do relato “Clássicos: uma ponte entre o passado e o presente”. Conta ainda com as seções "Mapas de relatos” e “Galeria de relatos” onde é possível encontrar os relatos de prática premiados, nos quatro gêneros do Programa, em diferentes edições da Olimpíada de Língua Portuguesa. Confira o Especial acessando logo abaixo:

 A partir das informações mencionadas aqui e adquiridas após o seu acesso ao Especial Relatos de Prática, comece a preparar o seu relato. Os professores semifinalistas poderão inscrever seus textos para seleção e premiação em nosso portal, até 24 horas antes do início das Oficinas Semifinais. O documento deverá ter, no máximo, 7.000 caracteres com espaços e lembre-se de incluir fotos e textos de alunos(as) que evidenciem a realização das oficinas com todos os estudantes da turma. Ao todo serão selecionados os 20 melhores Relatos de Prática. Os professores vencedores receberão um notebook como premiação.

Acompanhe as datas das Oficinas Semifinais e envie o seu relato a partir do dia 11 de outubro. Boa sorte a todos e todas!

Crônica

23 a 25 de outubro

Memórias literárias

28 a 30 de outubro

Poema

04 a 06 de novembro

Documentário

11 a 13 de novembro

Artigo de opinião

17 a 19 de novembro


Conteúdo relacionado

Mais conteúdos sobre o Assunto

Comentários

Ver mais comentários

Adicionar comentário

Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.

Clique aqui para se identificar

Título

Fim do conteudo.
inicio do rodapé
Parceiros
Fundação Roberto Marinho
 
Futura
 
Undime, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação
 
Conséd, Conselho Nacional de Secretários de Educação
Coordenação técnica
Cenpec, Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária
Iniciativa
Itaú
 
Ministério da Educação
Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310
Fim do rodapé