Escrevendo o Futuro e BNCC

Assunto: null
Autora: Patrícia Calheta
17 Maio 2018

Esse texto tem como desafio dialogar a respeito da articulação entre os materiais e recursos disponíveis no Portal Escrevendo o Futuro - produzidos ao longo de 16 anos do Programa Escrevendo o Futuro, com cinco edições da Olimpíada de Língua Portuguesa - e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Fundamental, homologada em 20 de dezembro de 2017.

Como você, leitor, poderá logo observar, há variadas formas de apreciação das informações e reflexões aqui apresentadas, uma vez que cada um de vocês, em função do particular conhecimento e interesse, tomará decisões, no sentido de ler - ou não - sobre um determinado foco do texto, valendo-se, como anunciou Daniel Pennac, de um “direito do leitor”: “o direito de pular páginas”!

Quando Pennac escreveu “Como um romance”, em 1993, utilizou a expressão “pular página” filiado à cultura do escrito/impresso, mais distante, portanto, dos contemporâneos textos multimodais, mas, ainda assim, aqui será empregado como forma de fazer valer o trabalho que, como educadores, tanto defendemos: diante da possibilidade de leitura de um texto, é fundamental convocar diferentes habilidades, tais como, ativar conhecimentos prévios, eleger objetivo(s), antecipar e checar hipóteses, estabelecer relações intertextuais e interdiscursivas, realizar diferentes movimentos apreciativos, entre tantas outras, a fim de trilharmos o caminho mais significativo, e não necessariamente linear, para a construção de sentidos.

Tomados, então, pela condição plural de “percursos leitores”, seguiremos para os principais pontos de encontro entre a BNCC e o Programa Escrevendo o Futuro.   

 

Uma Base, muitas articulações

Em uma primeira análise, de um ponto de vista mais geral, considerando o contexto de produção de cada um dos materiais e recursos do Programa Escrevendo o Futuro, constatamos a presença de variadas possibilidades de compreender e, sobretudo, de compor práticas didáticas vinculadas a princípios e diretrizes anunciados na BNCC, tomando como referência o trabalho do professor do Ensino Fundamental.

Dentro dessa perspectiva, lançando um olhar para a apresentação do componente Língua Portuguesa da BNCC e as publicações do Programa, vislumbramos a condição de estabelecer relações de convergência entre variadas noções – atreladas ao conjunto de pressupostos teóricos defendidos - das quais se destacam (clique nas palavras abaixo para visualizar):

  • Linguagem
  • Práticas de linguagem
  • Texto
  • Letramentos
  • Campos de atuação

 

As noções e as possíveis relações acima destacadas evidenciam, particularmente, a aderência teórica do Programa Escrevendo o Futuro às determinações da BNCC, no que concerne tanto aos pressupostos da perspectiva enunciativo-discursiva de linguagem quanto ao olhar articulado para as práticas de leitura/escuta, produção (escrita e multissemiótica), oralidade e análise linguística/semiótica no trabalho de ampliação dos letramentos.

Em uma segunda análise, agora mais centrada nos produtos disponibilizados no Portal Escrevendo o Futuro, é possível compor uma “organização didática”, a qual contempla a divisão em dois grandes grupos de contribuições ao fazer pedagógico: as questões de natureza teórico-metodológica e a produção de materiais de apoio da prática educativa.

No primeiro grupo, encontram-se (clique nas palavras abaixo para acessar):

Cursos on-line - Sequência didática: aprendendo por meio de resenhas, Caminhos da Escrita, Leitura vai, escrita vem: práticas em sala de aula e Avaliação textual: análises e propostas

Biblioteca - Revista Na Ponta do Lápis e Banco Acadêmico

Especiais - Especial Avaliação de Textos e Especial Relatos de Prática

Seções interativas - Percursos Formativos, Pérolas da Imaculada, Pergunte à Olímpia

Literatura em Movimento

Lente de aumento na escrita

Seminário Nacional Escrevendo o Futuro

 

Já no segundo grupo, estão situados os seguintes materiais para o professor (clique nas palavras abaixo para acessar):

Coleção da Olimpíada - Cadernos do Professor

Especiais por gênero – turbine suas oficinas

Planos de Aula/Pautas de formação

Vídeos “Escrevendo na sala de aula”

Projetos de escrita

 

O Portal Escrevendo o Futuro revela-se como uma fonte amplamente favorável à reflexão sobre os dizeres da BNCC. Assim, do primeiro grupo, merecem particular ênfase os cursos virtuais Sequência didática: aprendendo por meio de resenhas e Caminhos da Escrita, por não apenas oferecerem a precisa apresentação e discussão das principais concepções teóricas para o trabalho educativo, mas também por evidenciarem um consistente desdobramento metodológico.

Assim, tal qual evidenciado no vídeo de apresentação do curso virtual “Sequência didática: aprendendo por meio de resenhas” e na palestra proferida pelo Prof. Dr. Joaquim Dolz, busca-se retratar as noções teóricas centrais da perspectiva enunciativo-discursiva, elegendo a sequência didática como uma potencial modalidade organizativa da prática pedagógica, reveladora do passo a passo para o efetivo ensino de gêneros do discurso:

Curso SD Resenhas: vídeo de abertura

Seminário 2015 - Palestra Prof. Joaquim Dolz (1/3)

Seminário 2015 - Palestra Prof. Joaquim Dolz (2/3)

 

Uma outra possibilidade de responder, de modo significativo, às demandas metodológicas convocadas por princípios e diretrizes da BNCC, encontra-se no curso virtual “Caminhos da Escrita”, o qual apresenta a elaboração e a discussão de projetos de práticas de letramento como centro das reflexões, a partir da pedagogia dos multiletramentos:

Pedagogia dos Multiletramentos - Parte1

Pedagogia dos Multiletramentos - Parte2

Para finalizar, cabe salientar um dos produtos do segundo grupo: as preciosas contribuições contidas na Coleção da Olimpíada – Cadernos do Professor, voltada aos quatro gêneros eleitos para o concurso de textos (Poema, Memórias Literárias, Crônica e Artigo de Opinião), especialmente pelo fato de ilustrarem – com uma diversidade de atividades, textos, áudios, jogos de aprendizagem e vídeos – as ações em sala de aula, favorecendo a dupla formação, ou seja, do professor (já que há inúmeros exemplos de textos analisados e comentados, assim como o anúncio dos principais pontos de destaque e os objetivos de cada oficina para o ensino do gênero) e do aluno (por contar com uma variedade de recursos, capazes de otimizar o aprendizado do gênero, contemplado pela articulação das práticas de linguagem).

Considerações Finais

No decorrer do texto, buscou-se dar visibilidade à essência dessa reflexão – algumas possíveis articulações entre o Programa Escrevendo o Futuro e a BNCC – com vistas a favorecer a análise de diversos leitores, dos mais aos menos familiarizados com o Programa.

Entendemos que muitas outras investigações e diversificados apontamentos poderiam ser alvo desse exercício reflexivo, mas esperamos ter promovido um “movimento de aproximação”, capaz de enaltecer a pertinência e a qualidade das publicações aqui exploradas, especialmente em tempos de processos de implementação da BNCC nas escolas de todo o país. 

 

_________________________________________________________________________________________________________________________

Patrícia Calheta é colaboradora do Programa Escrevendo o Futuro e coordenadora do curso on-line Sequência didática: aprendendo por meio de resenhas.


Mais conteúdos sobre o Assunto

Comentários

Ver mais comentários
Adicionar comentário
Olá, visitante. Para fazer comentários e respondê-los você precisa estar autenticado.
Clique aqui para se identificar
Título
Comentário
Parceiros
Futura
 
Undime
 
Consed
Coordenação técnica
Cenpec
Iniciativa
Itau
 
Ministerio da Educação
Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro
Cenpec - Rua Minas Gerais, 228 Higienópolis, CEP 01244-010 São Paulo/SP
Central de atendimento: 0800-7719310