ANDRADE, Carlos Drummond de; et al. Elenco de cronistas modernos. 21ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2005.

ARRIGUCCI JUNIOR, Davi. “Fragmentos sobre crônica”, in: Enigma e comentários. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

CANDIDO, Antonio. “A vida ao rés do chão”, in: Para gostar de ler – Crônicas 5. São Paulo: Ática, 1981.

—. A crônica: o gênero, sua fixação e suas transformações no Brasil. Campinas: Editora da Unicamp/Rio de Janeiro: Fundação Casa Rui Barbosa, 1992.

CONY, Carlos Heitor. Crônicas para ler na escola. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

DOLZ, Joaquim; e OLLAGNIER, Edmée (orgs.). O enigma da competência em educação. Porto Alegre: Artmed, 2004.

DOLZ, Joaquim; e PASQUIER, Auguste. “Um decálogo para enseñar a escribir”, in: Cultura y Educación, 1996.

DOLZ, Joaquim; e SCHNEUWLY, B. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado das Letras, 2004,
FREIRE, Madalena. Observação, registro e reflexão. São Paulo: Espaço Pedagógico, 1996.

MACHADO, Anna Rachel e colabs.; ABREU-TARDELLI, Lília Santos e CRISTOVÃO, Vera Lúcia Lopes (orgs.). Linguagem e educação – O ensino e a aprendizagem de gêneros textuais. Campinas: Mercado das Letras, 2009.

MARCUSCHI, Luiz A. Linguística do texto: o que é, como se faz. Recife: UFPE, 1983.

NASCIMENTO, E. L. (org.). Gêneros textuais: da didática das línguas aos objetos de ensino. São Carlos: Claraluz, 2009.

NOGUEIRA, Armando. Os melhores da crônica brasileira. Rio de Janeiro: José Olympio, 1977.

SÁ, Jorge de A. Crônica. São Paulo: Ática, 1985. Coleção Princípios.

VERISSIMO, Luis Fernando. Comédias para se ler na escola. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

VYGOTSKY, Lev Semenovich. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1988.