Palavrear

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Ricardo Aleixo


Ricardo José Aleixo de Brito é mineiro de Belo Horizonte (MG), poeta, músico, produtor cultural, artista plástico e pesquisador intermídia.

Minha mãe me deu ao mundo
e, sem ter mais o que me dar,

me ensinou a jogar palavra
no vento pra ela voar.

Dizia: “Filho, palavra
tem que saber como usar.

Aquilo é que nem remédio:
cura, mas pode matar.

Cuide de pedir licença,
antes de palavrear,

ao dono da fala, que é
quem pode lhe abençoar

e transformar sua língua
em flecha que chispa no ar

se o tempo for de guerra
e você for guerrear

ou em pétala de rosa
se o tempo for de amar.

Palavra é que nem veneno:
mata, mas pode curar.

Dedique a ela o cuidado
que se deve dedicar

às forças da natureza
(o bicho, a planta, o ar),

mesmo sabendo que a dita
foi feita pra se gastar,

que acaba uma, vem outra
e voa no seu lugar”.

Ainda ontem, lá em casa,
me sentei pra conversar

com as minhas duas meninas
e desatei a lembrar

de casos que a minha mãe
se esmerava em contar

com luz de lua nos olhos
enquanto cozia o jantar.

Não era bem pelo assunto
que eu gostava de escutar

aquela voz que nasceu
com o dom de se desdobrar

em vozes de outras eras
que tornarão a pulsar

sempre que alguém, no vento,
uma palavra jogar.

Gostava era de ver
a voz dela inventar

mundos inteiros sem quase
nem parar pra respirar

e ganhar corpo e fazer
minha cabeça rodar

como roda, ainda hoje,
quando, pra me sustentar,

eu jogo palavra no vento
e fico vendo ela voar

(jogo palavra no vento
e fico vendo ela voar)


In: Ricardo Aleixo. Pesado demais para a ventania — Antologia poética.
São Paulo: Todavia, 2018, pp. 109-111.

12 thoughts on “Palavrear

  1. O poder , o valor, das palavras.
    Poder, de transformar, fazer sonhar, viajar sem sair do lugar, ou querer ir ou voltar para algum lugar.
    Valor, valores…

  2. Parabéns!!!
    Excelente trabalho, o poder das palavras poder sentir, viajar sem sair do lugar o poder de transformação, lindo

  3. A leitura cria novas ideias , enquantoa Literartura a alma ea mente do ser humano , fazendo com ele seja uma nova criatura em seu espaço social e cultural.

Deixe uma resposta para JOCEMIL Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *