Se bem me lembro...

'Recordar é preciso'.

O movimento vaivém nas águas-lembranças

dos meus olhos marejados transborda-me a vida,

salgando-me o rosto e o gosto

Conceição Evaristo, Poemas da recordação e outros movimentos

Bem-vindo ao especial do gênero Memórias Literárias! A seguir você encontrará uma seleção de materiais que complementam e ampliam o trabalho proposto na Coleção da Olimpíada. Por isso, antes de continuar, é importante que você conheça bem todas as atividades do Caderno do Professor. Leia, reflita e se organize.

GÊNEROS EM PAUTA

Bate-papo virtual sobre o trabalho com os gêneros Memórias Literárias e Crônica.

PÍLULAS DAS OFICINAS

Em 2016, algumas oficinas dos Cadernos do Professor foram atualizadas. Para que você tenha uma ideia do que vai encontrar lá, selecionamos alguns textos e recursos didáticos para te animar!

Nas ruas do Brás

Trecho do livro de Dráuzio Varella, utilizado na Oficina 2.
 

Parecida mas diferente

Texto do livro “Anarquistas, graças a Deus”, de Zélia Gattai, trabalhado na Oficina 1.

Memória de livros

Texto de João Ubaldo Ribeiro, do livro “Um brasileiro em Berlim”, utilizado em três oficinas.

Leitura do texto Memória de Livros

Áudio da leitura do texto de João Ubaldo Ribeiro.

COMO FOI QUE...

Encontro marcado com a arte – João Ubaldo Ribeiro

Neste vídeo, o escritor fala como aprendeu a ler e a escrever e relata suas primeiras experiências com a literatura.

Como comecei a escrever - Zélia Gattai
 

A autora relembra histórias de sua família e conta como foi o processo de escrita do livro “Anarquistas, graças a Deus”.

História Vividas, Histórias Contadas

Em Maceió, estudantes semifinalistas se encontraram para vivenciar uma intensa programação. Dentre todas as atividades culturais e pedagógicas, contamos aqui a entrevista com a indígena Maria Pankararu. Saiba mais sobre a entrevistada e conheça o percurso de aprendizagem vivido pelos alunos - da preparação para a entrevista à escrita do texto final. Assista ao vídeo e leia o artigo publicado na revista Na Ponta do Lápis, nº 25.

Jogo: Casarão Bravo

Um dos grandes desafios ao se escrever um texto de memórias literárias é saber relatar as histórias de vida de outra pessoa como se fossem próprias. Neste jogo, os alunos irão vivenciar três atividades pedagógicas “gameficadas” para ajudá-los a construir um texto que reúna fatos reais e ficcionais em perspectiva histórica e com caráter literário.

Canções e poemas para relembrar

Maninha | Miúcha e Chico Buarque

Carta ao Tom | Tom, Vinícius e Toquinho

Pequena memória para um tempo sem memória | Gonzaguinha

Viagem na família | Carlos Drummond de Andrade

Para saber mais

Materiais para fortalecer o trabalho em sala de aula.

 

Nas tramas da memória, tecendo saberes e vivências da nossa história

O município de Maracás (BA) tem uma arquitetura construída por alemães refugiados da Segunda Guerra Mundial e um bairro povoado só por descendentes de escravos no qual muitas tradições são mantidas. Mas essa história era desconhecida pelos alunos do 2º e 3º anos do Ensino Médio do Colégio Estadual Edilson Freire. Com o propósito de mudar esse quadro, as professoras de Língua Portuguesa Edna e Neila se uniram aos professores de História e Geografia para, juntos, recuperarem e registrarem essa história.

 

Como escrever as memórias do outro, revelando toda sua singularidade?

Elizabeth Marcuschi, da Universidade Federal de Pernambuco, analisa textos de memórias literárias escritos por estudantes que participaram da Olimpíada.

Oficina Regional 2014 - Memórias Literárias

Veja como foi a Oficina Regional de Memórias Literárias 2014, que aconteceu em Maceió. Na ocasião, alunos e professores semifinalistas de todo o Brasil vivenciaram atividades culturais e pedagógicas, onde puderam aprimorar sua escrita.

COLETÂNEA DE TEXTOS FINALISTAS 2014

Esta coletânea reúne os 38 textos finalistas de 2014, na categoria Memórias Literárias. É para inspirar você e seus alunos!

SEMPRE TEMOS UM CANAL ABERTO COM VOCÊ

Dúvidas ou sugestões? Compartilhe conosco! Não se esqueça de deixar seu comentário, queremos ouvir (ler) você.