Música e Literatura

Escritores

Esta seção permite aos visitantes de nosso blog uma pequena olhadela por alguns escritores e músicos que fizeram história pela cidade de São Paulo. A intensa imigração ocorrida na região, a partir do século XIX, fez com que a cidade incorporasse elementos provenientes de outras localidades. Esse intenso diálogo cultural permitiu um grande enriquecimento intelectual, tendo consequências diretas na produção literária e musical da região. Para mostrar um pouco dessas produções, fizemos uma pequena listagem de importantes compositores, tanto literários quanto musicais, que nos mostram, cada um por sua maneira, um pedacinho da cidade de São Paulo.

João Antônio

João Antônio Ferreira Filho foi um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em uma família de pequenos comerciantes, João Antônio esteve sempre envolvido intimamente com a  cidade de São Paulo, e isso reflete-se diretamente em seus contos. Expoente do gênero conto-reportagem, o autor dialoga entre o espaço jornalístico e o espaço literário, criando uma escrita autêntica e verossímil.

Carolina de Jesus

Carolina Maria de Jesus (1914-1977) foi uma escritora brasileira. Apesar de ter nascido em Sacramento (MG), Carolina viveu e construiu sua carreira literária em São Paulo. Catadora de rua, residiu na favela do Canindé e registrou o seu dia a dia em um diário pessoal. Esse diário se tornaria seu primeiro livro publicado, Quarto de Despejo, relatando suas dores diárias como mulher pobre e negra. Carolina de Jesus faleceu em 1977, de insuficiência respiratória.

Geni Guimarães

Geni  Guimarães é uma escritora e poeta paulista. Nascida em São Manoel,  suas primeiras publicações foram nos jornais da cidade de Barra Bonita – interior de São Paulo. Geni também publicou alguns contos pelos Cadernos Negros – periódico que prioriza a produção e distribuição da literatura afro-brasileira. Seus escritos versam principalmente sobre a posição da mulher negra na sociedade brasileira, de forma lírica e sucinta.

Raduan Nassar

Raduan Nassar nasceu em Pindorama, São Paulo. Descendente de libaneses, Nassar formou-se em Filosofia pela Universidade de São Paulo e publicou apenas três livros: Lavoura Arcaica, Um copo de cólera e Menina a caminho. Conhecido por ter poucas apresentações ao público, Raduan Nassar transpõe para sua prosa problemas que envolvem diretamente a sociedade brasileira, entre elas o conservadorismo e o patriarcalismo.

Solano Trindade

Solano Trindade (1908-1974) nasceu em Recife e mudou-se para São Paulo nos anos 40. Foi um poeta, folclorista, pintor, ator, teatrólogo e cineasta. Seus poemas são vivificados por sua militância no movimento negro e na busca pela auto-identificação dos afro-brasileiros. Suas publicações, em pequenas tiragens, circulavam de maneira informal. Marginalizado historicamente pela crítica literária, seus poemas têm sido retomados e estudados – principalmente com a intensificação dos estudos da literatura afro-brasileira.

Músicos

Adoniran Barbosa

Adoniran Barbosa (1910-1982) foi um músico conhecido como o pai do samba paulista. Descendente de imigrantes italianos, Adoniran sempre esteve ligado à boemia de São Paulo. Trabalhou de marmiteiro na infância, e buscou até uma carreira como ator. Entre suas célebres composições estão Trem das Onze e Saudosa Maloca.

Itamar Assumpção

Itamar Assumpção (1949-2003) nasceu em Tietê, no interior de São Paulo. Com 12 anos, mudou-se para o Arapongas, no Paraná, onde passou maior parte de sua adolescência. Consolidou-se como artista a partir de sua volta a São Paulo, sendo um dos idealizadores e contribuidores da Vanguarda Paulista – cena musical alternativa ocorrida em São Paulo nos anos 70 e 80.

Arrigo Barnabé

Arrigo Barnabé nasceu em 1951, em Londrina, Paraná, porém foi em São Paulo que o cantor e compositor solidificou sua carreira. Ao lado de Itamar Assumpção, Paulo Barnabé, Tetê Espíndola e outros músicos, Barnabé foi um dos nomes por trás da Vanguarda Paulista, movimento que renovou esteticamente a música brasileira nos anos 70 e 80.

Racionais MC’s

Racionais MC’s é um grupo de rap formado em São Paulo, integrado pelos mc’s Mano Brown, Edi Rock e Ice Blue, e pelo DJ KL Jay. Suas canções tematizam a situação marginalizada do negro na sociedade brasileira, a violência policial e a exclusão social. O grupo fez popularidade no começo dos anos 90, e até hoje suas composições são instrumentos de análise da realidade social brasileira.

Sabotage

Mauro Mateus dos Santos (1973-2003), conhecido por seu nome artístico Sabotage, foi um rapper, compositor e ator. Nasceu na Zona Sul de São Paulo e passou a maior parte de sua vida na Favela do Canão. Conhecido como um dos compositores mais líricos do rap nacional, o cantor lançou em 1999 o seu trabalho mais reconhecido, intitulado Rap é Compromisso!. Foi assassinado na manhã do dia 24 de janeiro de 2003.

Criolo

Kleber Cavalcante Gomes é um rapper, compositor e cantor. Nascido na zona sul de São Paulo, ele foi um dos idealizadores da famosa Rinha de MC’s. Iniciou a carreira musical em 1989, porém só lançou seu primeiro trabalho em 2006 (Ainda há Tempo). O lançamento possibilitou a produção de seu segundo álbum, Nó na Orelha (2011), muito bem recebido pela crítica especializada. O lirismo e renovação no rap - principalmente perante o diálogo com a música brasileira e os ritmos afros – inseriram-no como um dos grandes compositores da nova geração.

Karol Conka

Karoline dos Santos de Oliveira é uma rapper, cantora e compositora brasileira. Seu último disco, Batuk Freak, recebeu ótimas críticas, alavancando-a como uma das representantes da cena do rap paulista que busca um diálogo com o público feminino. 

Tássia Reis

Tássia Reis é uma rapper, compositora e cantora. Nascida em Jacareí, no interior de São Paulo, Tássia apresenta um estilo musical assumidamente feminista e antirracista. Em suas entrevistas, letras e falas, a compositora busca sempre esclarecer a relação de sua produção com sua militância. Repleto de lirismo e poesia, seus versos dialogam intimamente com o cotidiano da mulher negra brasileira.