Debate dos alunos: o que eles pensam sobre o acesso às universidades no Brasil.

Posted on

Os jovens articulistas da Oficina Regional de Artigo de Opinião protagonizaram na manhã do terceiro dia o tão esperado debate. Não faltaram argumentos e posicionamentos sobre o tema que reuniu os 125 finalistas das cinco regiões brasileiras na arena de debates, em São Paulo: As ações afirmativas e o acesso às universidades no Brasil. A partir deste tema, questões sobre a garantia de direitos, as cotas raciais e os programas de governo, estiveram presentes e pulsantes na voz dos jovens estudantes.

O debate foi pautado por uma questão geral: ações afirmativas são políticas adequadas e eficientes na garantia do acesso à universidade?

Os estudantes foram divididos em quatro equipes para defenderem pontos de vista opostos sobre determinadas questões propostas para o tema. O combustível que conduziu a todos foi o uso de argumentos. E nesse quesito, eles deram show.

A discussão foi dividida em quatro blocos, com questões que desdobraram do tema central. Foram elas:

  1. Bloco 1 – Meritocracia e privilégio
  2. Bloco 2 – Cotas sociais e raciais
  3. Bloco 3 – Programas de governo
  4. Bloco 4 – Ações afirmativas e qualidade do ensino superior

Para definir o grupo de estudantes que apresentou os argumentos mais convincentes em cada um dos blocos, sete jurados ligados à coordenação da Olimpíada acompanharam atentamente as falas dos jovens. É importante ressaltar que os jurados votaram no grupo que melhor soube explorar a construção dos argumentos que sustentaram a tese defendida, e não a partir da opinião que têm sobre o tema propriamente dito.

Ao final dos blocos, os jurados votavam pela equipe que se saiu melhor na defesa do argumento, as equipes amarela, azul e verde se destacaram em alguns blocos, mas vencedoras mesmo foram a língua portuguesa e as pessoas que puderam acompanhar, seja no local ou pela Internet (ao vivo), a paixão com que os jovens defenderam as suas teses. Ensinaram para todos que acompanharam, nestes tempos tumultuados que beiram a falta de respeito em relação ao próximo, que discordar no campo das ideias não é combater ou maltratar quem defende o outro lado, e sim promover o diálogo argumentativo, de forma respeitosa.

Em seguida os alunos foram convidados a escrever um novo texto a partir dos temas discutidos no debate.



Facebooktwitterpinterestmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *